Futebol profissional: o mercado e as práticas de liberdade

Autores

Sérgio Settani Giglio, Katia Rubio

Periódico / Revista

Revista Brasileira de Educação Física e Esporte

Volume

v.27

Número

n.3

Páginas

p.387-400

Área de concentração

Educação Física

ISSN

18075509

Resumo (pt)

A proposta deste artigo foi entender a relação entre a estrutura vigente do futebol profissional, que coloca os atletas em um mercado de trabalho restrito, e as práticas de liberdade como forma de posicionamento dos atletas diante da estrutura que, ao mesmo tempo, valida e controla as suas carreiras. Dessa forma, o texto foi estruturado de modo a discutir o Esporte Moderno e o controle que a Federação Internacional de Futebol (FIFA) exerce sobre futebol profi ssional, a mercadorização e a circulação dos jogadores brasileiros em busca dos mercados futebolísticos no exterior. Por meio de uma pesquisa bibliográfi ca, as práticas de liberdade foram discutidas a partir de dois episódios envolvendo os jogadores Neymar e Paulo Henrique Ganso, para entender como as suas reivindicações seguem rumos distintos. Como resultado as práticas de liberdade no futebol consistem na ação dos atletas em não se deixarem reduzir à condição de “peça” ou de “mercadoria”. 

Abstract

The purpose of this article was to understand the connection between the current structure of professional football in which athletes are submitted to work at a restricted field, and athletes’ freedom to express their opinions facing such structure, that on one hand is responsible for validate their careers, and on the other hand is also responsible for that. Therefore, the text was structured to discuss the Modern Sport and the control that FIFA has done over professional football, the commodification of football players and the movement of Brazilian players abroad in order to fi nd a job in the foreign market. Using a bibliographical research, athletes practices were analyzed taking into account two episodes involving the football players Neymar and Paulo Henrique Ganso, to understand some differences between their claims. The results show that, the practices of freedom in football consist of players action for reducing the status of “piece” or “good”. 

Observações

Link para a Revista Brasileira de Educação Física e Esporte. 

Referência

GIGLIO, Sérgio Settani; RUBIO, Katia. Futebol profissional: o mercado e as práticas de liberdade. Revista Brasileira de Educação Física e Esporte. São Paulo, v.27, n.3, p.387-400, 2013.