Galoucura e Máfia Azul

Autores

Bernardo Ferreira Estillac Leal, Igor Junio Barbosa Marçal, Marco Túlio Veras Bayma

Subtítulo

a trajetória das principais Torcidas Organizadas de Belo Horizonte

Editora

Editora do autor

Cidade

Belo Horizonte

Páginas

126

Ano

2018

Sumário

NOTA SOBRE OS TORCEDORES ENTREVISTADOS 3 INTRODUÇÃO 7 O NASCIMENTO DE GALOUCURA E MÁFIA AZUL, 11

A fundação da Máfia Azul, 17
A fundação da Galoucura, 22

ANOS 1990: DINÂMICA DE CRESCIMENTO DAS TORCIDAS ORGANIZADAS, 29

O contexto sociopolítico e os grupos urbanos da época, 30
Rompendo as fronteiras, 34
Rendimento esportivo, 37
Investir no crescimento, 38
Dores do crescimento, 45

ANOS 1990: MÍDIA E REPRESSÃO, 46

A violência, de fato, nas Torcidas Organizadas, 48
Futebol como produto, 51
Repressão: Coerção ostensiva e judicial, 58

TORCIDAS ORGANIZADAS, POLÍTICA E PODER, 63

Relações com figuras da política, 64
Relações com clubes e dirigentes, 65
Conflitos internos e suas consequências, 76

CENÁRIO ATUAL E NOVAS TORCIDAS, 79

O Padrão FIFA e a arenização dos estádios de Belo Horizonte, 80
Clássicos de torcida única, 84
Os novos grupos de torcedores, 94

EPISÓDIOS MARCANTES NA HISTÓRIA DE GALOUCURA E MÁFIA AZUL, 104

Junção Máfia Azul e Cru-Fiel Floresta, 104
A vitrine da Fogueteira, 106
As 50 bandeiras, 108
8 de outubro de 1997, 110
O Chevrolet Hall, 113
O incidente na festa do título de 2013, 117

CONCLUSÃO, 121

BIBLIOGRAFIA, 126

Sinopse

A história das Torcidas Organizadas vai muito além do que dizem as páginas de jornais ou as seções policiais dos noticiários esportivos. Elas também excedem os limites das análises acadêmicas que tentam entender sua participação social e o impacto no esporte, cultura e lazer de uma determinada localização.

Essa é uma história que leva em conta os meios citados, mas abre espaço para as vozes dos torcedores, porque o futebol vai muito além
do que está nas quatro linhas e poucos grupos podem ser tão importantes para entender o impacto do esporte bretão para além do gramado.

Contar a história de Galoucura e Má a Azul é contar uma parte do cenário cultural, esportivo, social e político de Belo Horizonte. E, como não se dissocia um clube de seu povo, falar de Galoucura e Má a Azul é também falar de Atlético e Cruzeiro em seu impacto mais intenso nas arquibancadas pelo Brasil.

Referência

LEAL, Bernardo Ferreira Estillac; MARçAL, Igor Junio Barbosa; BAYMA, Marco Túlio Veras. Galoucura e Máfia Azul: a trajetória das principais Torcidas Organizadas de Belo Horizonte. Belo Horizonte: Editora do autor, 2018.