Gênero e Deficiência: uma análise da cobertura fotográfica dos Jogos Paralímpicos de 2012

Autores

Tatiane Hilgemberg Figueiredo

Periódico / Revista

Estudos em Jornalismo e Mídia

Cidade

Florianópolis

Volume

v. 11

Número

n. 2

Páginas

p. 484-497

Ano

2014

Tema

Dossiê Esporte e Mídia

ISSN

1984-6924

Resumo (pt)

Este trabalho tem como objetivo analisar as narrativas culturais (fotografias e legendas) do site Globoesporte.com durante os Jogos Paralímpicos de 2012, a fim de determinar a representação social da mulher atleta com deficiência; levando em consideração que o esporte, como prática social moderna, foi construído como masculino, e que à atleta paralímpica associa-se o estereótipo triplo: mulher, com deficiência, assexuada. Adotamos uma metodologia composta de análise de conteúdo e análise estatística dos dados quantitativos. Os resultados obtidos nos levam a concluir que as atletas são representadas de forma a corresponderem ao típico ideal feminino, contudo ocupando um lugar diferente, na mídia escolhida, das atletas sem deficiência.

Palavras-chave Gênero, Mídia, Esporte Paralímpico.

Abstract

This paper aims to analyse the cultural narratives (photographs and captions) published at the website Globoesporte.com during the Paralympic Games 2012, to determine the social representation of the female athlete with disability; taking into account that sports, as a modern social practice, was built as male, and that to the female athlete with disability is associated a triple stereotype: woman, with disability, sexless. We adopted a methodology composed by content analysis and statistic analysis. Th e results led as to conclude that the athletes are represented in a typical female ideal, however, they occupy a different place, at the chosen media, of the athletes without disability.

Keywords Gender, Media, Paralympic Sports.

Referência

FIGUEIREDO, Tatiane Hilgemberg. Gênero e Deficiência: uma análise da cobertura fotográfica dos Jogos Paralímpicos de 2012. Estudos em Jornalismo e Mídia. Florianópolis, v. 11, n. 2, p. 484-497, 2014.