Governança corporativa no futebol profissional

Autores

Renan Barabanov de Assis

Subtítulo

Estudo de caso em um clube brasileiro

Orientador

Edson Luiz Riccio

Banca

César AugustoBiancolino, Wilson Toshiro Nakamura, Amaury José Rezende

Faculdade / Instituição

Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade da Universidade de São Paulo

Tipo

Dissertação

Área de concentração

Mestrado em Ciências

Ano

2017

Páginas

172

Cidade

São Paulo

Resumo (pt)

Os clubes de futebol profissionais brasileiros estão inseridos em um ambiente que carece de transparência e eficácia na gestão, em um contexto que exige cada vez mais profissionalização e modernização na administração dos times para fazer frente à concorrência esportiva e comercial de clubes internacionais. Dentro desse cenário, o presente trabalho apresenta uma proposta de construção de uma estrutura de governança específica para clubes profissionais, tendo sua aplicabilidade verificada em um dos times de maior impacto e alcance no futebol brasileiro (Sociedade Esportiva Palmeiras). A extensa revisão da literatura permitiu a análise de propostas nacionais e internacionais e a proposição de uma estrutura básica de governança que pode ser adotada por clubes de futebol profissionais, ampliando seu potencial de retorno social, econômico, esportivo e social. O framework inclui ações, políticas e diretrizes e se apoia em quatro pilares: Participação e Democracia; Gestão, Funcionamento e Sustentabilidade; Transparência, Comunicação e Prestação de Contas; e Solidariedade e Responsabilidade Social. Na sequência, a viabilidade do modelo proposto foi analisada por meio de um estudo de caso conduzido em um dos maiores clubes do futebol brasileiro e atual campeão da primeira divisão nacional. Os conceitos apresentados contribuem para a formação de um conjunto teórico que pode orientar a discussão sobre os princípios que embasam uma estrutura de governança corporativa (GC) dos clubes de futebol profissionais. Acredita-se que a discussão desenvolvida neste trabalho amplia o debate sobre o impacto da governança como ferramenta de modernização e profissionalização administrativa no futebol e no relacionamento entre os clubes e os diversos atores do ambiente em que atuam, incluindo torcedores, associados, sócios torcedores, dirigentes, atletas, acionistas, investidores, federações, ligas, patrocinadores, mídia, sociedade e governos.

Palavras-chave: Governança Corporativa; Clubes Esportivos; Governança; Futebol; Accountability.

Abstract

Brazilian professional soccer clubs find themselves in an environment that lacks transparency and efficiency in their management, in a context that increasingly requires professionalization and modernization in the management of clubs in order to face the sport and commercial competition with international clubs. In this regard, this work shows a proposal to build a specific governance structure for professional clubs, having its applicability confirmed in one of the clubs with a high impact and reach in the Brazilian soccer game (Sociedade Esportiva Palmeiras). The comprehensive literature review performed allowed to analyze national and international proposals and the proposition of a governance basic structure that can be adopted by professional soccer clubs, improving their potential in social, economic, and sport return. The framework of the work comprises actions, policies and guidelines that build on the following four pillars: Participation and Democracy; Management, Operation and Susteinability; Transparency, Communication and Accountability; and Solidarity and Social Responsibility. Next, the feasilibility of the proposed model was analyzed by means of a case study done in one of the major Brazilian soccer clubs and currently champion in the first national division. The concepts presented contribute to creating a theoretical set that can guide the discussion about the principles that lay the foundation of the corporate governance (CG) of professional soccer clubs. The discussion developed in this work is believed to expand the discussion about the impact of governance as a modernization tool and administrative professionalization in soccer and in the relationship between clubs and the different actors of the environment where they work, including supporters, club members, partner supporters, managers, athletes, shareholders, investors, federations, leagues, sponsors, media, society and governments.

Keywords: Corporate Governance; Soccer Clubs; Governance; Soccer; Accountability.

Sumário

1 INTRODUÇÃO, 19
1.1 ESPORTE E NEGÓCIOS, 19
1.2 JUSTIFICATIVA E IMPORTÂNCIA DA PESQUISA, 21
1.3 CONTEXTUALIZAÇÃO, 24
1.3.1 Crise e Transparência no Esporte, 24
1.4 PROBLEMA DE PESQUISA E OBJETIVOS, 31
1.5 CONTRIBUIÇÃO, 32
1.6 DELIMITAÇÕES DA PESQUISA, 33
1.7 ESTRUTURA DO TRABALHO, 33

2 REVISÃO DE LITERATURA, 35
2.1 PROFISSIONALIZAÇÃO DO FUTEBOL, 35
2.1.1 A importância do futebol para Stakeholders, 36
2.1.2 Futebol na sociedade brasileira, 37
2.1.3 Lucro versus Sucesso esportivo: Riqueza ou vitórias?, 37
2.1.4 A importância da Competitividade para o sucesso comercial do esporte, 39
2.1.5 Equilíbrio das partes interessadas em um clube de futebol: Teoria da Agência, 40
2.1.6 Teoria dos Stakeholders nos clubes de futebol, 41
2.1.7 Acionistas (Teoria da Agência) vs. Partes interessadas (Teoria dos Stakeholders), 42
2.2 A PROPRIEDADE DOS CLUBES DE FUTEBOL, 43
2.2.1 Mecanismos de Governança e Transparência no futebol, 48
2.3 GOVERNANÇA, ESPORTE E FUTEBOL, 49
2.3.1 Função da Governança e suas práticas, 50
2.3.2 Impacto da Governança no desempenho das organizações, 50
2.3.3 Mecanismos de Governança nas ONGs e empresas sem fins lucrativos, 52
2.3.4 Mecanismos de Governança no Esporte, 52
2.3.5 Mecanismos de Governança no Futebol, 53
2.3.5.1 Atores no Futebol sob a perspectiva dos Stakeholders, 55
2.3.5.1.1 Torcedores/Fãs, 55
2.3.5.1.2 Associados/Sócios Torcedores, 57
2.3.5.1.3 Dirigentes/Administradores, 58
2.3.5.1.4 Acionistas/Investidores, 59
2.3.5.1.5 Comunidade/Sociedade/Poder Público, 60
2.3.5.1.6 Federações/Organizações/Entidades/Ligas, 61
2.3.5.1.6.1 Liga Cooperativista vs. Independente: Norte-americanos e europeus, 62
2.3.5.1.7 Patrocinadores/Parceiros, 63
2.3.5.1.8 Mídia/Imprensa, 63
2.3.5.1.9 Outros, 64
2.3.6 Importância e impacto da Governança nos clubes de futebol, 65

3 METODOLOGIA, 66
3.1 REVISÃO DE LITERATURA, 67
3.1.1 Análise Bibliométrica, 67
3.1.1.1 Principais autores, 68
3.1.1.2 Lei de Lotka, 69
3.1.1.3 Países mais produtivos, 69
3.1.1.4 IES com mais publicações, 70
3.1.1.5 Periódicos mais produtivos, 71
3.1.1.6 Lei de Bradford, 72
3.1.1.7 Produtividade anual, 73
3.2 ESTRUTURA DE GOVERNANÇA, 74
3.3 ESTUDO DE CASO, 74
3.3.1 Plano, 75
3.3.2 Design, 76
3.3.3 Preparação, 76
3.3.4 Coleta, 76
3.3.5 Análise, 78
3.3.6 Compartilhamento, 78

4 ESTRUTURA DE GOVERNANÇA PROPOSTA, 79
4.1 CONTEXTO INTERNACIONAL, 79
4.1.1 Contexto esportivo internacional, 81
4.1.1.1 Modelo Play the Game, 90
4.1.1.2 Modelo FA, 95
4.2 CONTEXTO BRASILEIRO, 97
4.2.1 Modelo Bovespa, 98
4.2.2 Modelos IBGC, 98
4.2.2.1 Organizações Sem Fins Lucrativos, 100
4.2.2.2 Associações, 100
4.2.3 Modelo Marques, 106
4.3 MODELO PROPOSTO, 109
4.3.1 Participação e Democracia, 109
4.3.1.1 Participação e Direitos dos Associados, 109
4.3.1.2 Processo Democrático, 109
4.3.2 Gestão, Funcionamento e Sustentabilidade, 110
4.3.2.1 Cultura Organizacional, 110
4.3.2.2 Gestão e Administração, 110
4.3.2.3 Conselhos, 110
4.3.2.4 Sustentabilidade Financeira, 110
4.3.3 Transparência, Comunicação e Prestação de Contas (Accountability), 111
4.3.3.1 Transparência e Accountability, 111
4.3.3.2 Auditoria, 111
4.3.3.3 Comunicação Pública, 111
4.3.4 Solidariedade e Responsabilidade Social, 111
4.3.4.1 Retorno Social, 111

5 ESTUDO DE CASO, 113
5.1 SELEÇÃO DA UNIDADE DE ANÁLISE, 113
5.2 SELEÇÃO DOS ENTREVISTADOS, 118
5.3 IMPACTO NA UNIDADE, 119
5.4 FORMATAÇÃO DO QUESTIONÁRIO, 119

6 RESULTADOS, 123
6.1 GOVERNANÇA CORPORATIVA NO FUTEBOL, 123
6.2 GOVERNANÇA CORPORATIVA EM CLUBES DE FUTEBOL PROFISSIONAL, 126
6.3 PROPOSTA DE ESTRUTURA DE GOVERNANÇA PARA O FUTEBOL, 129
6.3.1 Aplicabilidade do Modelo, 131
6.3.2 Adaptações do Modelo, 133
6.3.3 Pontos Chave, 136
6.3.4 Práticas Utilizadas, 139
6.3.5 Necessidade do Modelo, 142

7 CONCLUSÃO, 146

REFERÊNCIAS, 149
ANEXO, 171

Referência

ASSIS, Renan Barabanov de. Governança corporativa no futebol profissional: Estudo de caso em um clube brasileiro. 2017. 172 f. Dissertação (Mestrado em Ciências) - Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade da Universidade de São Paulo, São Paulo, 2017.