Grupos criativos em organizações

Autores

Telmo José Souto-Maior

Subtítulo

a seleção brasileira de futebol masculino nas Copas do Mundo de 1966 e 1970

Orientador

Francisco Antonio Pereira Fialho

Banca

Gregório Jean Varvakis Rados, Maria José Baldessar, Édis Mafra Lapolli, Carlos Augusto Monguilhott Remor, Marillia Matos Gonçalvez, Richar Perassi Luiz de Sousa

Faculdade / Instituição

Centro de Tecnologia, Universidade Federal de Santa Catarina

Tipo

Dissertação

Área de concentração

Engenharia e Gestão do Conhecimento

Ano

2014

Páginas

276

Cidade

Florianópolis

Resumo (pt)

Esta pesquisa trata do estudo de grupos criativos em organizações no Brasil e busca elementos sobre sua atuação com vistas a um melhor desempenho e melhores resultados econômicos, que possam ser disseminados não só nas organizações, como também servir de referência para outros grupos que pretendam ser criativos. Considerando que o futebol é o principal esporte no Brasil; sendo uma paixão para os brasileiros, que se referem frequentemente ao país como “país do futebol” ou a “pátria de chuteiras”; escolheu-se como grupo criativo a Seleção Brasileira de Futebol, que representa o Brasil em competições internacionais entre países e jogos amistosos. A Seleção Brasileira de Futebol é, atualmente, a maior vencedora da Copa do Mundo FIFA com cinco títulos. O estudo foca a Seleção Brasileira em duas Copas consecutivas: 1966 e 1970, nas quais os grupos que representaram o Brasil tiveram desempenhos diametralmente opostos. O estudo verifica as ligações existentes entre esses dois grupos criativos e busca saber se a organização, que convoca a Seleção, aprendeu com o insucesso e/ou com o sucesso, com vistas a preservar o que deu certo e a evitar a repetição dos erros cometidos. A Seleção de 1966 é lembrada, até hoje, como a Seleção Brasileira que teve o segundo pior desempenho em todas as Copas do Mundo. Por sua vez, depois de quatro anos, a Seleção de 1970 tem sido citada como uma das melhores Seleções Brasileiras de todos os tempos, senão a melhor. No estudo são abordados diversos conceitos, tais como emoção, pensamento divergente, criatividade, grupos criativos, ambiente/clima de trabalho, master mind, liderança, organização, planejamento, esquema de jogo e soberba. São apresentados, igualmente, argumentos que mostram a sua aderência com a área de Gestão do Conhecimento do Programa de Pós-Graduação em Engenharia e Gestão do Conhecimento – PPGEGC e com a linha de pesquisa Teoria e Prática em Gestão do Conhecimento. Inicialmente foi realizada a compilação de dados. Em seguida, foi efetuada a transformação desses dados em informações através da agregação de valor pela contextualização e categorização, significados pela relevância e propósitos, quando então foram elaboradas listagens de categorias e subcategorias relacionadas tanto ao insucesso na Copa de 1966 como ao sucesso na Copa de 1970. Ao final, são apresentados dois quadros como conhecimento resultante de todo o processo: os “Achados da Investigação (Findings)” e “Pontos a considerar na análise de grupos criativos”, ou seja, os possíveis conceitos e/ou indicativos relacionados ao desempenho de grupos criativos, o objetivo deste estudo. Palavras-chave: Grupos

Abstract

This research it´s study of creative groups in organizations in Brazil and looks for elements on his acting in order to achieve a better performance and better economical results, which could be disseminated not only in organizations, and also to serve as reference for other groups that intend to be creative. Considering that soccer is the principal sport in Brazil; being a passion for the Brazilians people , that´s why Brazil is frequently known as “ country of the football “ or the “ homeland of football boots “; the Brazilian Football Team there was chosen like creative group which represents Brazil in international competitions between countries and friendly. The Brazilian Football Team is, at present, the biggest winner of the FIFA World Cup Trophy, with five titles. The study focuses the Brazilian Selection in two consecutive Cups: 1966 and 1970, in which the groups that represented Brazil had diametrically opposite performances. The study checks the existent connections between these two creative groups and looks for knowledge if the organization, that summon the Selection, learnt with the failure and /or with the success, with sights to preserve of what it gave right and to avoid the repetition of the committed mistakes. The Team of 1966 is remembered, till now, as the Brazilian Selection that had the worst performance in all the Cups of the World. By his time, after four years, the Team of 1970 has been quoted as one of the best Brazilian Selections till now, or maybe the best. In the study several concepts are boarded, such as emotion, divergent thought, creativity, creative groups, environment / climate of work, master mind, leadership, organization, plans, scheme of play and pride. There are presented, equally, arguments that show his adherence with the area of Knowledge Management of the Post analysisGraduation Program in the Knowledge Management Engineering – PPGEGC and with the line of inquiry Theory and Practice in Knowledge Management . Initially the compilation of data was carried out. Next, the transformation of these data was effectuated in information through the aggregation of value by the contextualization and categorization meant by the relevance and purposes, when then there were prepared listings of categories and subcategories made a list so much to the failure in the Cup of 1966 as to the success in the Cup of 1970. Finely two tables are presented like resultant knowledge of the whole process: the “Findings of the investigation” and “Points to consider in the analysis of creative groups”, in other words, the possible concepts and/or indicative made a list to the performance of creative groups, the objective of this study.

Sumário

1 INTRODUÇÃO, 31
1.1 APRESENTAÇÃO DO PROBLEMA, 32
1.2 OBJETIVOS, 33
1.2.1 Objetivo geral, 33
1.2.2 Objetivos específicos, 34
1.3 JUSTIFICATIVA, RELEVÂNCIA E INEDITISMO, 34
1.4 ADERÊNCIA DO TEMA AO PROGRAMA DE PÓSGRADUAÇÃO EM ENGENHARIA E GESTÃO DO CONHECIMENTO, 35
1.5 LIMITAÇÕES, 37
1.6 ESTRUTURA DO TRABALHO, 38

2 CRIATIVIDADE, 39
2.1 EMOÇÃO, 39
2.1.1 A estranha vida de Phineas P. Gage (1823-1861), 41
2.2 PENSAMENTO DIVERGENTE, 44
2.3 CRIATIVIDADE, 45
2.3.1 Criatividade individual, 46
2.3.2 Criatividade em grupos, 47

3 GRUPOS CRIATIVOS EM ORGANIZAÇÕES,53
3.1 O CAMPO DE PESQUISAS SOBRE GRUPOS CRIATIVOS EM ORGANIZAÇÕES,55
3.2 DESENVOLVIMENTO DA BIBLIOMETRIA, 58
3.3 MOMENTO SUPREMO, 59

4 SELEÇÃO BRASILEIRA DE FUTEBOL, 65
4.1 COPA DO MUNDO DE 1966, 68
4.1.1 Jogadores e comissão técnica da Copa de 1966, 68
4.1.2 Preparação para a Copa de 1966,71
4.1.3 Desempenho na Copa de 1966, 73
4.1.4 Opiniões sobre a Copa de 1966, 74
4.2 COPA DO MUNDO DE 1970,77
4.2.1 Jogadores e comissão técnica da Copa de 1970, 78
4.2.1.1 Jogadores e comissão técnica nas Eliminatórias de 1969, 78
4.2.1.2 Jogadores e comissão técnica na Copa de 1970, 82
4.2.2 Preparação para a Copa de 1970, 86
4.2.3 Desempenho na Copa de 1970, 87
4.2.4 Opiniões sobre a Copa de 1970, 91
4.3 ENTREVISTAS COM PROTAGONISTAS DAS DUAS COPAS, 95
4.3.1 Entrevistas com Carlos Alberto Torres, 95
4.3.1.1 Primeira entrevista, 96
4.3.1.2 Segunda entrevista, 96
4.3.1.3 Terceira entrevista, 96
4.3.2 Entrevistas com Gérson de Oliveira Nunes, 101
4.3.2.1 Primeira entrevista,102
4.3.2.2 Segunda entrevista,102
4.3.2.3 Terceira entrevista, 103

5 INSTRUMENTOS E MÉTODOS,109
5.1 DELIMITAÇÃO DO TRABALHO,111
5.2 COMO FOI FEITA A PESQUISA,111
5.3 ENTREVISTA SEMIESTRUTURADA, 115

6 RESULTADOS DA PESQUISA E DISCUSSÃO, 117
6.1 PRODUÇÃO ACADÊMICA, 118
6.2 POSSÍVEIS RAZÕES PARA O INSUCESSO EM 1966, 119
6.3 POSSÍVEIS RAZÕES PARA O SUCESSO EM 1970, 127
6.4 LIGAÇÕES ENTRE OS DOIS GRUPOS CRIATIVOS, 140
6.4.1 Oito jogadores presentes nas duas Copas, 140
6.4.2 Preparo físico, 141
6.5 A ORGANIZAÇÃO APRENDEU?, 142
6.5.1 Primeiro enfoque,143
6.5.2 Segundo enfoque,143
6.5.3 Analisando os dois enfoques, 145
6.5.4 Copa de 2014, 146
6.6 POSSÍVEIS PADRÕES, CONCEITOS E/OU INDICATIVOS RELACIONADOS AO DESEMPENHO DE GRUPOS CRIATIVOS A PARTIR DO ESTUDO SOBRE A SELEÇÃO BRASILEIRA DE FUTEBOL NAS COPAS DO MUNDO DE 1966 E 1970,149
6.6.1 “Achados” da Investigação (Findings),151
6.6.2 Varrendo o “Banco de Conhecimentos”,164
6.6.3 A busca por uma síntese,166

7 CONSIDERAÇÕES FINAIS, 173

REFERÊNCIAS, 179

Referência

SOUTO-MAIOR, Telmo José. Grupos criativos em organizações: a seleção brasileira de futebol masculino nas Copas do Mundo de 1966 e 1970. 2014. 276 f. Dissertação (Engenharia e Gestão do Conhecimento) - Centro de Tecnologia, Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, 2014.