História de vida de ex-jogadores profissionais de futebol

Autores

Edvaldo Torres Pedroza Júnior

Subtítulo

Qual o valor da educação formal?

Orientador

Vilde Gomes de Menezes

Co-rientador

Marcos André Nunes Costa

Banca

Antônio Jorge Gonçalves Soares, Marcos André Nunes Costa, Aurenéa Maria de Oliveira

Faculdade / Instituição

Centro de Educação, Universidade Federal de Pernanbuco

Tipo

Dissertação

Área de concentração

Mestrado em Educação

Ano

2018

Páginas

137

Cidade

Recife

Resumo (pt)

O presente estudo trata da história de vida de ex-atletas de futebol profissional da cidade do Recife, cujo foco principal foi analisar as possíveis tensões e conciliações entre a formação educacional e a esportiva em uma perspectiva sócio-histórica. Nosso intuito foi esclarecer como se desenrolou o processo de educação formal e como a aquisição ou ausência dela interferiu na retomada de vida após a aposentadoria dos gramados, principalmente na inserção em um novo mercado laboral, e para tal, buscou-se averiguar qual o valor da educação formal para eles. Acerca do viés metodológico, adotamos a História Oral, porém o primeiro passo foi realizar uma revisão bibliográfica sobre a produção acadêmica relativa a essa temática; em um segundo momento aplicou-se uma entrevista semiestruturada cujo propósito foi traçar um perfil social básico para melhor compreensão da realidade dos sujeitos participantes. A partir da coleta das respostas, optamos, para auxiliar a análise do conteúdo, pela utilização do programa de análise qualitativa NVivo® (versão NVivo 11 Pro for Windows®). Ao analisar o conteúdo de suas entrevistas, igualmente ressaltamos que os temas não foram determinados a priori. Eles foram selecionados de acordo com as variáveis que apareceram constantemente na fala do entrevistado e a importância que ele imputou ao fato. Dessa forma as entrevistas nos possibilitaram categorizar as reflexões em dois grupos distintos, com dois eixos principais e quatro subeixos de análise. No grupo 1, reuniram-se os entrevistados que possuem, pelo menos, graduação em alguma área e atuam nela, com um total de cinco sujeitos. Já no grupo 2, agruparam-se os entrevistados que possuem apenas o nível médio completo (regular ou supletivo), em um total de seis ex-jogadores. Tensões e possíveis conciliações entre as formações educacional e esportiva e o suporte educacional, e a reinserção no mercado laboral, surgiram como os eixos principais de análise. Os principais resultados deste estudo mostraram que, para a maioria dos entrevistados, houve dificuldade de conciliação entre as duas formações, o que resultou em atrasos, reprovações, mudanças de turno e até mesmo de escola, além do abandono escolar por alguns. Igualmente, observou-se que, quanto maior a probabilidade de realização do sonho de se tornar atleta de futebol profissional, maior será a probabilidade de insucesso escolar. Conclui-se, por meio das respostas coletadas até o momento neste estudo, que, para aqueles que conseguiram êxito profissional após a carreira de jogador de futebol profissional, concorreu exatamente o apoio familiar. Apoio advindo do grau de escolaridade dos pais, ou responsáveis diretos por esses jovens. Do mesmo modo, observou-se, no grupo de ex-atletas que não possuem graduação, que a ausência e/ou lacunas deixadas pela educação formal institucionalizada, agravaram consideravelmente sua readaptação após o término da carreira profissional na área futebolística, principalmente no que concerne à inserção em novo mercado laboral.

Palavras-chave: Educação formal. Atleta. Futebol. Mercado laboral.

Abstract

The present study deals with the life history of former professional soccer athletes from the city of Recife, and its focus was to analyze the possible tensions and conciliations between their formal education and sports training, through a socio-historical perspective. Our intention was to clarify how the process of formal education unfolded and how the acquisition or absence of it interfered in the resumption of life after their retirement, mainly regarding their insertion in a new labor market, and for this, we tried to find out how participants valued formal education. Concerning the research method, we adopted Oral History methodology, but the first step was to carry out a literature review on the academic production related to this topic, and in the second moment a semi-structured interview was applied to draw a basic social profile for a better understanding of the reality of the participants. After the data gathering, we used the NVivo® qualitative analysis software (version NVivo 11 Pro for Windows®) to support the content analysis. It is worth emphasizing that the themes analyzed were not determined a priori. They were rather selected according to the variables that appeared constantly in participants’ speeches and the in importance they imputed to the facts they decided to talk about. This way, the interviews enabled us to categorize the reflections into two distinct groups, with two main axes and four sub-axes of analysis. In group 1, we had the interviewees who have at least an undergraduate degree and work in the area of their higher education course. This group had a total of five participants. In group 2, there were the interviewees who only had a completed high school (either in the regular or in the Youth and Adult Education modalities). In this group, there were six participants. Tensions and possible conciliation between formal education and sports training and educational support and reintegration into the labor market emerged as the two main axes of analysis. The main results of this study show that for most of the interviewees, it was difficult to combine the two commitments (formal education and sports training), which resulted in delays, failures, shifts and even school changes, as well as dropping out of school for some. We also observed that the greater the probability of fullfiling the dream of becoming a professional soccer player, the greater the chances of school failure. It was possible to conclude in this study that those who have achieved professional success after the career of professional football player did so due to family support. It was observed that this support was related to the level of education of parents or other individuals directly responsible for the athletes at a young age. In the same way, it was observed for the group of ex-athletes who do not have undergraduate diploma, that the absence and or gaps left by the institutionalized formal education, considerably aggravated their readaptation after the end of their professional career in the soccer field, mainly in what concerns to the insertion in a new labor market.

Keywords: Formal Education. Athlete. Soccer. Labor Market

Sumário

1 INTRODUÇÃO, 16
1.1 Campo temático, objeto de estudo e finalidade da pesquisa, 16

2 CAMINHO METODOLÓGICO – A ESTRATÉGIA DE JOGO, 20

3 HISTÓRIA DA EDUCAÇÃO FORMAL NO BRASIL – PRIMEIRO TEMPO, 31

4 ESPORTE E EDUCAÇÃO: PAR DIALÉTICO DE MUITA TENSÃO – SEGUNDO TEMPO, 37
4.1 O futebol na forma da Lei, 46
4.1.1 Lei n.º 10.672/2003 – Lei Gilmar Machado, 49
4.1.2 Lei n.º 13.748/2009 – Lei Raul Marcelo, 49
4.1.3 Lei n.º 12.395/2011 – Lei do Clube Formador, 50
4.2 Escolarização de jovens futebolistas, 52
4.3 Qual o papel da educação formal?, 59
4.4 A reinserção no mercado laboral, 62

5 EDUCAÇÃO PARA ALÉM DAS QUATRO LINHAS – PRORROGAÇÃO, 72
5.1 Organizando a memória, 74
5.2 Perfil dos entrevistados, 75
5.3 As entrevistas, 79
5.3.1 Lúcio Alves, 80
5.3.2 Rodrigo Sales, 82
5.3.3 Marcelo Alves, 83
5.3.4 Fernando Silva, 85
5.3.5 César Lucena, 87
5.3.6 Silvio Luís (Kuki), 88
5.3.7 André Lafayette, 90
5.3.8 Ricardo Lafayette, 91
5.3.9 Pablo Damásio, 93
5.3.10 Ivan Alves, 94
5.3.11 Enrique Marques, 95
5.4 Tensão e possível conciliação entre a formação educacional e a esportiva, 97
5.5 Relação entre a educação formal e inserção em um novo mercado de trabalho, 102
5.6 Influência parental, 112
5.7 Sonho em ser jogador, 114
5.8 Lesões, 118

6 CONCLUSÕES – APITO FINAL, 123

REFERÊNCIAS, 126
APÊNDICE – ROTEIRO DE ENTREVISTA SEMIESTRUTURADA, 136

Referência

PEDROZA JúNIOR, Edvaldo Torres. História de vida de ex-jogadores profissionais de futebol: Qual o valor da educação formal?. 2018. 137 f. Dissertação (Mestrado em Educação) - Centro de Educação, Universidade Federal de Pernanbuco, Recife, 2018.