Jogo de corpo, corpo do jogo: futebol e masculinidade

Autores

Eliene Lopes Faria

Periódico / Revista

Cadernos de Campo

Cidade

São Paulo

Volume

v. 18

Número

n. 18

Páginas

p. 65-86

Ano

2009

Área de concentração

Antropologia

ISSN

01045679

Resumo (pt)

O objeto deste texto são as práticas de futebol como contextos de aprendizagem da identidade de gênero. Elaborado a partir de uma incursão etnográfica no cotidiano de futebol dos jovens de um bairro de Belo Horizonte, o trabalho dá visibilidade a importantes aspectos (do processo de aprendizagem) que envolvem a constituição da masculinidade e as relações de gênero em jogo nesse esporte. Revela, portanto, que a aprendizagem do futebol está difusa nos diferentes modos de participação na prática social e envolve mais do que técnicas, táticas e regras. Nas práticas futebolísticas cotidianas os jovens praticantes aprendem o futebol e nele constituem também identidades. Não se trata, entretanto, de um processo de assimilação passiva, em que o corpo vai sendo moldado. Ao contrário, numa relação tensa e sutil, a cultura futebolística marca o corpo dos praticantes ao mesmo tempo em que é marcada por ele.

Abstract

The object of this text are football practices as contexts in which gender identity is learned. Developed based on an ethnographic foray into the football routine of youths in a neighborhood of Belo Horizonte, this article discloses important issues (in the learning process) involving the formation of masculinity and the gender relations at stake in this sport. Thus, it reveals that the learning of football is widespread in the different ways of participating in social practice and involves more than techniques, tactics and rules. In daily football practices, young athletes learn football and also build identities. It is not, however, a process of passive assimilation in which the body is gradually molded. On the contrary, the culture of football marks the body of its players just as it is marked by them.
 

Referência

FARIA, Eliene Lopes. Jogo de corpo, corpo do jogo: futebol e masculinidade. Cadernos de Campo. São Paulo, v. 18, n. 18, p. 65-86, 2009.