Jules Rimet, meu amor

Autores

Sérgio Rodrigues

Subtítulo

parte 2

Editora

Companhia das Letrinhas

Cidade

São Paulo

Páginas

25

Ano

2014

ISBN

9788543801070

Sinopse

Veja a segunda das quatro partes que compõem “Jules Rimet, meu amor”. A convite do jornal francês Le Monde, o premiado escritor Sérgio Rodrigues criou este folhetim especialmente para a Copa do Mundo de 2014. O centro da trama é o roubo da taça Jules Rimet. Em dezembro de 1983, a taça conquistada três vezes pelo Brasil foi roubada por uma quadrilha da sede da CBF, no Rio de Janeiro. Heresia suprema, foi derretida dias depois por um argentino e o ouro vendido por peso. Protagonizado por um escritor que acaba de publicar seu primeiro livro de sucesso, o enredo é cheio de reviravoltas, humor e críticas ácidas ao círculo de artistas e letrados do Rio de Janeiro. Se em seu livro anterior Sérgio Rodrigues se notabilizou pelos dribles da narrativa, agora é um gol de placa que ele marca com essa história capaz mais uma vez de mesclar a história do país a seu traço cultural mais distintivo: o futebol.

Referência

RODRIGUES, Sérgio. Jules Rimet, meu amor: parte 2. São Paulo: Companhia das Letrinhas, 2014.