Lançou a palavra – São Victor do Horto opera milagre em Assunção [audiovisual]

Autores

Gustavo Cerqueira Guimarães

Periódico / Revista

FuLiA / UFMG

Cidade

Belo Horizonte

Volume

v. 2

Número

n. 3

Ano

2017

Tema

Dossiê Crônica esportiva no Brasil: história e narrativa

ISSN

2526-4494

Resumo (pt)

Miro fala ao telefone com sua amiga Bia e simultaneamente assiste pela tevê ao jogo do Guaraní, do Paraguai, contra o Independiente del Valle, do Equador. Essa peleja decide, em Assunção, quem entrará no grupo do Atlético Mineiro na Copa Libertadores, time pelo qual ele torce.

O jogo está em seus minutos finais e o placar é de 2 a 1 para os paraguaios, mas, com esse gol sofrido em casa, vão se desclassificando, pois perderam a primeira partida por 1 a 0 nos domínios equatorianos – regra do gol fora de casa.

Lançou a palavra focaliza as reações de Miro ao assistir esse jogo, narrado ao fundo através da televisão. Ele torce pelo Independiente del Valle, porque, além de considerar o Guaraní um adversário teoricamente mais forte, planeja ir a todos os jogos do Atlético na competição de 2016. Conhecer Quito e as Ilhas Galápagos sempre foi uma de suas aspirações, dizem que lá tem uma torcida organizada do time, a “Galópagos”.

Miro fala, grita e xinga ao torcer para que isso aconteça. Ele se levanta e se alonga, inquieta-se. Bebe, fuma e “lança palavras” a São Victor do Horto, o santo que fecha o gol. Sua amiga Bia (ou Mop) está distante, desinteressada do jogo, mas o resultado final os unirá.

Curiosamente, em 2016, o pequeno Independente del Valle conquistou o inédito vice-campeonato da Libertadores, vencendo adversários como o Atlético Mineiro, River Plate e Boca Juniors. Mas o que os equatorianos ainda não sabem é que foi o São Victor do Horto quem interveio e operou mais um de seus milagres em Assunção, no dia 12 de fevereiro de 2016.

Referência

GUIMARãES, Gustavo Cerqueira. Lançou a palavra – São Victor do Horto opera milagre em Assunção [audiovisual]. FuLiA / UFMG. Belo Horizonte, v. 2, n. 3, 2017.