Mudanças de técnicos no futebol: estudo com o Campeonato Paulista

Autores

Bruno Klinke Monteiro, João Guilherme Cren Chiminazzo, Fabrício Boscolo del Vecchio

Periódico / Revista

Revista Brasileira de Educação Física e Esporte

Cidade

São Paulo

Volume

v. 32

Número

n. 2

Páginas

p. 199-206

Ano

2018

ISSN

1981-4690

Resumo (pt)

O objetivo do presente estudo foi analisar o efeito das mudanças de técnicos na classificação final das equipes de futebol. Foram analisadas as súmulas oficiais dos jogos de 60 equipes que disputaram o Campeonato Paulista de Futebol de 2009 nas três divisões. A análise dos dados empregou estatística descritiva, correlação de Spearman e regressão linear. Os resultados apontaram para total de 88 trocas de técnicos durante o campeonato, sendo 24 na série A1, 36 na série A2 e 28 na série A3. Apenas na série A1 houve relação significante (rho=0,61; p=0,003) entre a troca de técnicos e a classificação final, sendo que a troca de técnicos determinou em 37% a classificação final (F=10,48; p=0,005). Apesar da troca de técnicos ter sido evento frequente, para as séries A2 e A3 a mesma não teve relação com a classificação da equipe na competição (respectivamente r²=0,12; F=2,42; p=0,13 e r²=0,01; F=0,06; p=0,81). Conclui-se que, na série A1 do Campeonato Paulista de Futebol de 2009, quanto menor o número de trocas de técnicos, melhor foi a classificação competitiva das equipes.

Palavras-chave: Futebol; Troca de técnico; Classificação Final; Esporte.

Abstract

The purpose of the present study was to analyze the effects of coach turnover in the final classification of soccer teams. Data were obtained from all games official overviews of 60 teams that played in the 2009 Paulista Football Championship in the 3 divisions. Data analysis employed descriptive statistics, Spearman correlation and linear regression. The results pointed to a total of 88 coaches exchange during the championship, with 24 in the A1 division, 36 in the A2 division and 28 in the A3 division. Only in the A1 division, there was a significant relationship (rho = 0.61, p = 0.003) between the coach exchange and the final classification, so being determined 37% the final classification (F = 10.48, p = 0.005). Although the coach exchange was a frequent event, for the A2 and A3 division the coach exchange had no relation to the team’s classification in the competition (r2 = 0.12, F = 2.42, p = 0.13 and R² = 0.01, F = 0.06, p = 0.81). It is concluded that, in the division A1 of the Paulista Football Championship of 2009, the smaller the number of coaches exchange, the better was the competitive classification of the teams.

Keywords: Soccer; Coach exchange; Final classification; Sport.

Referência

MONTEIRO, Bruno Klinke; CHIMINAZZO, João Guilherme Cren; VECCHIO, Fabrício Boscolo del. Mudanças de técnicos no futebol: estudo com o Campeonato Paulista. Revista Brasileira de Educação Física e Esporte. São Paulo, v. 32, n. 2, p. 199-206, 2018.