Negritude futebol clube: pretos, brancos e cinzas

Autores

Aira Bonfim

Periódico / Revista

Mosaico

Cidade

Rio de Janeiro

Volume

v. 9

Número

n. 14

Páginas

p. 161-176

Ano

2018

ISSN

2176-8943

Resumo (pt)

A partir da história da equipe de futebol amador Negritude Futebol Clube, time que teve origem na passagem da década de 1970 para 1980 na região de Arthur Alvim em São Paulo, o trabalho observará nessa prática esportiva um potente caso de associativismo comunitário emergente no final dos anos 1970, que inclui os discursos e práticas do movimento negro daquele período, até reflexões atuais. Através de um conjunto complexo de relações sociais, essa experiência de futebol se mostrará responsável pela geração de pertencimento e de senso de comunidade, contrariando a ideia de que esse esporte é, contudo, uma prática alienante. O texto é resultado da análise da coleta de dados produzidos desde 2011 (entrevistas, fotos e relatos de campo) e que referenciaram a memória e prática desse time no Museu do Futebol, em São Paulo.

Palavras-chave: associativismo; futebol; movimento negro.

Abstract

From the history of the amateur soccer team Negritude Futebol Clube, originated in the transition of the 1970s to the 1980s in the region of Arthur Alvim in Sao Paulo, this work will observe in this sports practice a powerful case of emerging community associativism at the end of 1970s, which includes the discourses and practices of the black movement of that period, up to current reflections. Through a complex set of social relations, this football experience will be responsible for the generation of belonging and a sense of community, contradicting the idea that this sport is, however, an alienating practice. The text is the result of the analysis of data collection produced since 2011 (interviews, photos and field reports) and that referenced the memory and practice of this team at the Football Museum in São Paulo.

Keywords: associativism; football; black movement.

Referência

BONFIM, Aira. Negritude futebol clube: pretos, brancos e cinzas. Mosaico. Rio de Janeiro, v. 9, n. 14, p. 161-176, 2018.