Nunes

Autores

Marcos Eduardo Neves

Subtítulo

o artilheiro das decisões

Editora

Rotativa

Cidade

Rio de Janeiro

Páginas

320

Ano

2018

ISBN

9788564771086

Sinopse

Era um dente-de-leite do Fluminense de Feira de Santana, sonhador como tantos meninos que se imaginam nos estádios mais conhecidos do país. De repente, numa excursão do Flamengo à cidade, viu-se frente a frente com Mané Garrincha. Pronto, estava decidido. Seria jogador de futebol. Após o tricampeonato do Brasil, em 1970, ele saiu do Nordeste para o Rio de Janeiro. Aliás, para o Flamengo. Chamavam-no de Joãozinho. Quando a idade limite das categorias de base chegou, “visionários” o dispensaram. Não imaginavam que Joãozinho se tornaria “João Danado”. Estão me mandando embora, mas ainda vão me comprar bem caro. Compraram mesmo. Depois que explodiu no Confiança, tornou-se ídolo eterno do Santa Cruz, vestiu a camisa da seleção – e só não foi titular em Copa do Mundo por contusão -, passou pelo Fluminense e pelo soccer norte-americano, estava estufando redes no México quando o Flamengo o buscou de volta. Na Gávea, seria a peça que faltava na engrenagem de um esquadrão. Era hora de fazer História. Marcou dois gols na final que rendeu o primeiro título nacional do Mengão. Cravou outros dois no poderoso Liverpool, dando o Mundial – nada pode ser maior – para o clube. Além de ser o artilheiro dessas grandes decisões, fez o gol do título. Repetiria a dose na conquista do dramático Carioca de 1981 e, em Porto Alegre, contra o Grêmio, na campanha do bicampeonato brasileiro do Mais Querido. Feitos que o tornaram imortal. Teve ainda passagem por outros clubes, tudo retratado nesta obra, mas seu legado estava feito. Estava não: está. Vire as páginas de “Nunes, O Artilheiro das Decisões” e veja que esse controverso personagem do futebol nacional é, na verdade, uma lenda muito maior do que você imaginava.

Referência

NEVES, Marcos Eduardo. Nunes: o artilheiro das decisões. Rio de Janeiro: Rotativa, 2018.