O caso Pérolas Negras

Autores

Francisco José Eboli Machado

Subtítulo

um olhar complexo sobre a relação entre futebol, jornalismo e fluxos migratórios contemporâneos

Orientador

Beatriz Alcaraz Marocco

Faculdade / Instituição

Programa de Pós-Graduação em Comunicação, Universidade do Vale do Rio dos Sinos

Tipo

Dissertação

Área de concentração

Mestrado em Comunicação

Ano

2018

Páginas

217

Cidade

São Leopoldo

Resumo (pt)

A pesquisa procura compreender de que maneira o jornalismo, quando lida com a temática do futebol, aborda a complexidade de relações que vão além dos gramados. Para tanto, analiso a prática jornalística da imprensa esportiva na construção de suas narrativas sobre a participação do Pérolas Negras na Copa São Paulo de 2016. O trabalho está estruturado metodologicamente em cinco movimentos, sendo quatro movimentos de aproximação do problema de pesquisa e um movimento de análise do corpus, composto por doze matérias de sites variados. O paradigma da complexidade de Edgar Morin (1984, 2010, 2015), que foi transposto para o jornalismo por Mar de Fontcuberta (2006) serve como fio-condutor de sua construção. Acredito que em função do futebol se constituir em um fenômeno social e cultural de grande complexidade, deve ser trabalhado tanto pelo pesquisador quanto pelo jornalista de maneira multidimensional. Só assim é possível dar conta dos inúmeros aspectos a ele relacionados. Nos movimentos teóricos busco verificar o papel da imprensa esportiva na construção, reprodução e circulação das produções simbólicas ligadas ao futebol na sociedade brasileira. Reflito sobre a profissão de jogador de futebol no mundo globalizado e os fluxos migratórios da contemporaneidade, bem como em relação à maneira como a imprensa esportiva ajuda a construir uma idealização do futebol como um importante instrumento de ascensão social. Esse último aspecto, aliás, ficou nítida na análise do corpus, que também permitiu constatar a reprodução de uma série de estereótipos e lugares comuns em relação ao Haiti e aos haitianos, com uma forte tendência à vitimização e à reprodução do senso comum em relação ao país caribenho e seus habitantes, contribuindopara reforçar a estigmatização desses sujeitos. Dentro da perspectiva aqui adotada, é possível afirmar que a quase totalidade dos textos apenas reproduziram o olhar hegemônico e passaram longe da abordagem complexa que o jornalismo deveria adotar nas suas produções.

Abstract

This research intends to understand how journalism works relating to complexity in reporting soccer. In these terms, we focused the narrative about Pérolas Negras participation in 2016’s Copa São Paulo. The methodological approach to the object produced five movements: four movements pointed to the research question. In the fifth we analyze twelve texts published in different websites. The theoretical perspective is founded on E. Morin’s complexity paradigm (1984, 2010, 2015), applied to journalism studies by Mar de Fontcuberta (2006). Soccer as a complex social and cultural phenomenon means considering sports press role on building, reproduction and circulation of symbolic productions related to soccer in Brazilian society. Globalized context produced negative effects on soccer player profession and affected the contemporary migratory fluxes. Simultaneously, we verify the sport press constructing idealized images about soccer as an important instrument to social ascension. We also found several stereotypes and the use of common sense representations about Haiti and Haitians as victims. Finally, it is possible to sustain that majority of the articles analyzed just reproduces an hegemonic view without considering the complexity witch journalism could adopt in its productions.

Sumário

INTRODUÇÃO, 11

2. METODOLOGIA, 23
2.1 Premissas para a análise, 33

3 PRIMEIRO MOVIMENTO DE APROXIMAÇÃO: O POTENCIAL SIMBÓLICO DO FUTEBOL, 36
3.1 Que cultura brasileira é essa?, 38
3.2 A polissemia do futebol, 41
3.3 Os pés e o futebol como fenômeno das massas, 43
3.4 O corpo do negro, 46
3.5 Chegada ao Brasil, 47
3.6 As dramatizações na sociedade brasileira, 50
3.7 A construção do estilo brasileiro, 54
3.8 A rua no imaginário do futebol, 60

4. SEGUNDO MOVIMENTO DE APROXIMAÇÃO: Jornalismo esportivo, cultura e sociedade, 64
4.1 Narrativas em disputa, 66
4.2 A ambivalência de Mário Filho, 69
4.2.1 O elogio ao negro e a demarcação de zonas de atuação, 75
4.3 A retórica da crise na imprensa esportiva, 80
4.3.1 O início da comercialização das marcas dos clubes e dos torneios, 81

5. TERCEIRO MOVIMENTO DE APROXIMAÇÃO: GLOBALIZAÇÃO E O FUTEBOL ENQUANTO ESPETÁCULO GLOBALIZADO, 86
5.1 Um sistema produtor de perversidade, 88
5.2 Os fiadores do sistema hegemônico, 91
5.3 Futebol e o espetáculo midiático, 98
5.4 A técnica e a matematização do jogo, 101
5.5 A globalização do futebol, 102
5.6 Migrar para driblar o destino, 109

6. QUARTO MOVIMENTO DE APROXIMAÇÃO: MERCADO DE TRABALHO DO FUTEBOL, PÉROLAS NEGRAS E O QUE MOVE OS MIGRANTES HAITIANOS,119
6.1 Vidas a rodar, 132
6.2 Pérolas Negras e a migração haitiana para o Brasil, 137
6.2.1 O maior clube de refugiados do mundo,141

7. MOVIMENTO DE ANÁLISE DO CORPUS, 147
7.1 Análise do corpus,152
7.1.1 Eixo Temático 1: Pérolas Negras na Copa São Paulo, 152
7.1.2 Eixo Temático 2: Viva Rio e o Pérolas Negras,155
7.1.3 Eixo Temático 3: Profissionalização como forma de dar melhores condições de vida para a família, 163
7.1.4 Eixo Temático 4: O Haiti no imaginário brasileiro,168
7.1.5 Eixo Temático 5: O Brasil no imaginário haitiano,171
7.1.6 Eixo Temático 6: Migração haitiana para o Brasil, 174
7.1.7 Títulos das matérias, fontes ouvidas e as diferenças percebidas entre os três grupos, 181

CONCLUSÃO, 187
REFERÊNCIAS,195

Referência

MACHADO, Francisco José Eboli. O caso Pérolas Negras: um olhar complexo sobre a relação entre futebol, jornalismo e fluxos migratórios contemporâneos. 2018. 217 f. Dissertação (Mestrado em Comunicação) - Programa de Pós-Graduação em Comunicação, Universidade do Vale do Rio dos Sinos, São Leopoldo, 2018.