O corpo negro e os preconceitos impregnados na cultura: uma análise dos estereótipos raciais presentes na sociedade brasileira a partir do futebol.

Autores

Bruno Otávio de Lacerda Abrahão, Antonio Jorge Gonçalves Soares

Periódico / Revista

Movimento

Volume

v.17

Número

n.4

Páginas

p.265-280

Área de concentração

Educação Física

ISSN

0104754X

Resumo (pt)

Os autores analisaram os significados dos estereótipos sobre a “raça negra” através do futebol. Simbolizados através das imagens de “macacos” ou inscritas no “mundo natural/animal”, quais sentidos assumem os estereótipos construídos sobre a “raça negra” que têm sido acionados através do futebol brasileiro? Para tanto, observaram as ofensas que ocorreram nos estádios no hiato de 2005 até 2011 e concluíram que o fato dessas representações terem emergido num momento de conflito revela que “raça” é uma moeda acionada diante da isonomia das regras civis ou esportivas relembrando as “diferenças” daqueles que estão inscritos em país igualitário e liberal.

Abstract

The author analysed the significances of the stereotypes about the called “black race” through the football. Symbolised as “monkeys” or part of the “natural/animal world”, which senses assume the established stereotypes for the “black race” and that have been activated by the Brazilian football? In this way, the author observed the offences heard in the stadiums between 2005 and 2011 and concluded that the reason why these representations have emerged during a conflict moment reveals that “race” is activated due to the balance of civil and sportive rights, resembling the intern differences of those who live in a liberal and egalitarian country.

Resumo (outro idioma)

El autor analizó los significados de lós estereotipos sobre la”raza negra” en el fútbol. Simbolizados en imágenes de “monos” o inscritas em el “mundo natural/animal”, cuales sentidos poseen los estereotipos construidos sobre la “raza negra” que suelen accionados en el fútbol brasileño? Para eso, observó las ofensas en los estadios desde 2005 hasta 2011 y concluyó que el hecho de esas representaciones apareceren en un rato de conflicto enseña que “raza” es una manera accionada delante de la isonomía de las reglas civiles o deportivas acordandose de las “diferencias” internas de aquelles que están inscritos en país igualitario y liberal.

Observações

Confira o site da revista: www.seer.ufrgs.br/Movimento/index

Referência

ABRAHãO, Bruno Otávio de Lacerda; SOARES, Antonio Jorge Gonçalves. O corpo negro e os preconceitos impregnados na cultura: uma análise dos estereótipos raciais presentes na sociedade brasileira a partir do futebol.. Movimento. Porto Alegre, v.17, n.4, p.265-280, 2011.