O dançarino e o húngaro

Autores

Rafael Duarte Oliveira Venancio

Subtítulo

uma estória São-Paulina do futebol dos anos 1950

Editora

Publicação Independente

Páginas

284

Ano

2019

ISBN

9781797043029

Sumário

Últimos dias de dezembro de 1957, um jovem jornalista encontra uma crônica incompleta na máquina de escrever de seu mentor sobre o São Paulo Futebol Clube, campeão paulista daquele ano. Para entender o que o cronista queria dizer em sua derradeira mensagem, que fazia menção a um certo “Dançarino,” o jovem percorre caminhos do futebol paulista na véspera da Copa de 1958.Com isso, não só conhece mais sobre o vitorioso time composto por Poy; De Sordi e Mauro. Dino Sani, Vitor e Riberto; Maurinho, Amauri, Gino, Zizinho e Canhoteiro, além do reserva Sarará. É uma viagem em busca da imaginação e das condições históricas que levaram o técnico húngaro Bela Guttmann a mudar a cara do futebol brasileiro. “O Dançarino e o Húngaro” é o segundo romance de Rafael Duarte Oliveira Venancio, escritor conhecido por sua série microcontos de futebol. Utilizando um estilo inspirado no estadunidense de ascendência madeirense John dos Passos, bem como nos cronistas esportivos brasileiros, o resultado aqui é um livro envolvente para quem ama ou desconhece o futebol, para quem é fanático ou rival do clube são-paulino e, até mesmo, para quem ama uma boa contação de história – atualmente chamada de storytelling – inspirada em fatos reais.

Referência

VENANCIO, Rafael Duarte Oliveira. O dançarino e o húngaro: uma estória São-Paulina do futebol dos anos 1950. Publicação Independente, 2019.