O futebol-arte na imprensa nacional: a construção de um estilo de jogo

Autores

Filipe Fernandes Ribeiro Mostaro

Periódico / Revista

Estudos em Jornalismo e Mídia

Cidade

Florianópolis

Volume

v. 11

Número

n. 2

Páginas

p. 354-366

Ano

2014

Tema

Dossiê Esporte e Mídia

ISSN

1984-6924

Resumo (pt)

Nosso objetivo neste trabalho é realizar um panorama crítico das narrativas encontradas na imprensa nacional sobre o futebol-arte. O recorte temporal estabelecido é o da Copa do Mundo de 1938, quando acreditamos ter nascido a ideia de futebol-arte, até a Copa de 1970, que seria a consolidação deste estilo. Partimos do entendimento de que a ideia de um estilo distinto de praticar o futebol foi edifi cado em densas narrativas que tiveram como pano de fundo a questão da mestiçagem e a identidade nacional construída nos anos 1930. O potencial mobilizador do futebol e sua importância na nossa sociedade teriam plasmado a representação do futebol- -arte como algo tipicamente nacional. Recorreremos aos jornais O Globo, Jornal do Brasil e A Noite para investigar tal questão.

Palavras-chave imprensa, futebol-arte, copas do mundo, identidade

Abstract

Our objective in this paper is accomplish a critical overview of the narratives in the national press about football art. Th e period of study starts in the World Cup 1938, when we believe was born the idea of football art until the World Cup in 1970, which would consolidate this style. We understand that the idea of a distinctive style of football practice was built in dense narratives that have as a backdrop the miscegenation and national identity constructed in the 1930s. Th e mobilizing potential of football and its importance in our society have shaped the representation of football art as something typically national. We explore the newspapers O Globo, Jornal do Brazil and A Noite to investigate this issue.

Keywords press, football-art, world cups, identity

Referência

MOSTARO, Filipe Fernandes Ribeiro. O futebol-arte na imprensa nacional: a construção de um estilo de jogo. Estudos em Jornalismo e Mídia. Florianópolis, v. 11, n. 2, p. 354-366, 2014.