O jogo das tensões

Autores

Jhonatan Uewerton Souza

Subtítulo

clubes de imigrantes italianos no processo de popularização do futebol em Curitiba (1914-1933)

Orientador

André Mendes Capraro

Banca

Victor Andrade de Melo, Miguel Archanjo de Freitas Junior

Faculdade / Instituição

Programa de Pós-Graduação em História, Universidade Federal do Paraná

Tipo

Dissertação

Área de concentração

Mestrado em História

Ano

2014

Páginas

260

Cidade

Curitiba

Resumo (pt)

O presente trabalho é um estudo sobre os primeiros anos do futebol em Curitiba. Partindo da trajetória de alguns clubes formados por imigrantes italianos, como o Savóia e o Palestra Itália, analisamos o processo de popularização desse esporte na cidade e os conflitos gerados por esse processo. Nosso recorte temporal abarca as primeiras décadas do século XX, período conhecido como Primeira República, e os anos iniciais da Era Vargas. Praticado na capital paranaense desde, pelo menos, 1906, o futebol, em suas diferentes apropriações e formas de organização, abarcava as tensões sociais da Curitiba do início do século XX. Desde sua chegada à cidade, o futebol foi praticado por diversos grupos sociais, entretanto, o controle das primeiras ligas formadas para a gestão desse esporte esteve restrito, de início, aos clubes fundados pelas elites curitibanas. Essa realidade começou a ser alterada na segunda metade da década de 1910, quando agremiações e atletas oriundos das classes populares passaram a competir na primeira divisão da principal liga da cidade. Em decorrência da popularização do futebol, na década de 1920, as práticas semiprofissionais se expandiram pela maior parte dos grandes clubes locais. Essa realidade terminou por, no ano de 1933, precipitar adoção do profissionalismo no futebol curitibano.

Palavras-Chave: Futebol – Popularização – Imigração – Italianos – Curitiba

Abstract

This work is a study about the early years of football in Curitiba. Through the trajectory of some clubs of italian immigrants, as Savoia and Palestra Italia, we analyzed the process of popularization of this sport in this city and the conflicts generated in this process. We studied the early decades of the 20th century, the period known as the First Republic and the early years of the Vargas Era. The football was practiced since, approximately, 1906, and its many appropriations and forms of organization reflected the social tensions of Curitba in the first half 20th century. Since comming to the city, football was practiced by various social groups, however, the control of the first football leagues created for management of the sport, was restricted, initially, to the elites of the Curitiba. This situation began to change in the second half of the 1910s, when clubs and athletes of the folk class began to compete in the first division of the major league city. Because of the popularity of football in the 1920s, the professionalism expanded in most major local clubs. This reality was reflected, in the year 1933, precipitation adoption professional football in Curitiba.

Key-Words: Football – Popularization – Immigration – Italian – Curitiba

Sumário

INTRODUÇÃO, 13

CAPÍTULO 1 – O GROUND E A RUA: AS APROPRIAÇÕES DO FUTEBOL E SUA RELAÇÃO COM A IMPRENSA E O PODER PÚBLICO, 27
1.1 Dançando a modernidade: os passatempos “racionais” e os divertimentos populares nos primórdios da prática esportiva em Curitiba, 27
1.2 De Frontão a field ou Prado & ground: primeiros registros do esporte bretão, 35
1.3 Football(s): entre o requinte dos salões e a banalidade das ruas, 45
1.4 Curitiba, nova Sparta: o futebol como flagelo moderno, 57
1.5 Imprensa Sports Club: apontamentos sobre a formação do colunismo esportivo em Curitiba, 69
1.6 Cercando o ground e fechando a rua: a organização da Liga Sportiva Paranaense e as relações do poder público com o futebol, 83

CAPÍTULO 2 – DE MANTOS VERDE, VERMELHO E BRANCO: OS PRIMEIROS CLUBES FORMADOS POR IMIGRANTES ITALIANOS E A INSERÇÃO DE AGREMIAÇÕES POPULARES NAS LIGAS DE FUTEBOL CURITIBANAS, 99
2.1 Da “Bota” às chuteiras: imigrantes italianos em Curitiba, 99
2.2 Savoia e Torino: futebol e italianidade em tempos belicosos, 119
2.3 Jogando nas “brechas”: a ascensão do Savóia e de outras agremiações populares à elite do futebol paranaense, 136
2.4 “Odienta e absurda”: a recepção da nova “Lei do Amadorismo” em Curitiba e a defesa da inserção de trabalhadores pobres e negros nas ligas de futebol, 152

CAPÍTULO 3 – UM PERIQUITO NA TERRA DAS GRALHAS: A TRAJETÓRIA DO PALESTRA ITÁLIA ENTRE O FALSO AMADORISMO E A ADOÇÃO DO PROFISSIONALISMO EM CURITIBA, 168
3.1 Surgem os “Azuis”: a fundação do Palestra Itália de Curitiba, 168
3.2 Os “Borboletas” do Palestra Itália: a importação dos players paulistas e a circulação de atletas em Curitiba, 184
3.3 De “Azuis” a “Periquito”: trabalhadores pobres e homens de cor, da suburbana ao Palestra Itália, 201
3.4 Nas asas do “Periquito”: os caminhos da adoção do profissionalismo em Curitiba, 222

CONSIDERAÇÕES FINAIS, 240

REFERÊNCIAS, 247

FONTES, 247

BIBLIOGRAFIA, 249

ANEXOS, 256

Referência

SOUZA, Jhonatan Uewerton. O jogo das tensões: clubes de imigrantes italianos no processo de popularização do futebol em Curitiba (1914-1933). 2014. 260 f. Dissertação (Mestrado em História) - Programa de Pós-Graduação em História, Universidade Federal do Paraná, Curitiba, 2014.