O negro no futebol brasileiro: entre a História e a Literatura

Autores

Leda Costa

Periódico / Revista

Revista Uniabeu

Cidade

Belford Roxo

Volume

v. 3

Número

n. 5

Páginas

p. 17-38

Ano

2010

ISSN

2179-5037

Resumo (pt)

O objetivo deste artigo é focalizar a figura do jornalista Mário Filho, cuja contribuição foi muito importante para a imprensa desportiva, pois ajudou a reformular a linguagem utilizada na representação de eventos esportivos, principalmente, o futebol. Seus textos tinham um estilo próprio, oriundo dos jornais populares, como “Crítica” e “A manhã”, ambos de propriedade de seu pai, Mário Rodrigues. Nesses jornais, Mário Filho foi o responsável pela página de esportes e, mesmo no pouco espaço que ocupou, seus textos já mostravam sinais de futuras estratégias empregadas em suas crônicas e relatórios; estratégias que também são usadas em seus livros, incluindo O negro brasileiro no futebol, sua tentativa mais ambiciosa de resgatar a história do futebol brasileiro.

Palavra-chave: Mário Filho, O negro no futebol brasileiro, História, Literatura

Abstract

The aim of this article is to focus on the figure of the journalist Mário Filho, whose contribution was very important to sports press. The journalist helped to recast the language used in the representation of sports events, especially soccer. His texts had a very particular style, originated from popular periodicals as Crítica and A Manhã, both owned by his father, Mário Rodrigues. In those papers, Mário Filho was responsible for the sports pages and, even in the little space occupied, his texts had already showed the signs of future strategies employed in his chronicles and reports; strategies that are also used in his books, including Blacks in Brazilian football, his most ambitious attempt to rescue the history of Brazilian soccer.

Keywords: Mário Filho; Blacks in Brazilian football; History; Literature

Referência

COSTA, Leda. O negro no futebol brasileiro: entre a História e a Literatura. Revista Uniabeu. Belford Roxo, v. 3, n. 5, p. 17-38, 2010.