O patrocínio de empresas do setor de alimentação e bebidas no futebol brasileiro: um obstáculo para a promoção da alimentação saudável

Autores

Juliana de Paula Matos, Larissa Cardoso de Miranda Araújo, Paula Martins Horta

Periódico / Revista

Cadernos de Saúde Pública

Cidade

Rio de Janeiro

Volume

v. 36

Número

n. 12

Páginas

p. 1-13

Ano

2020

ISSN

1678-4464

Resumo (pt)

O patrocínio de empresas de alimentos e bebidas ultraprocessados é uma prática de marketing comum no esporte, capaz de influenciar os consumidores, e que é desconhecida no Brasil. Nesse cenário, objetivou-se identificar o perfil do patrocínio de empresas do setor de alimentação e bebidas de clubes de futebol no Brasil e associar a ocorrência desse patrocínio a características dos clubes. A amostra contemplou as empresas desses setores patrocinadoras dos 20 clubes da Série A do Campeonato Brasileiro em 2018. As empresas de alimentos foram identificadas quanto ao perfil de seus produtos segundo a classificação NOVA, e foram obtidas informações a respeito do número de títulos na Copa Libertadores da América, no Campeonato Brasileiro e nos campeonatos estaduais; tempo de história; região do Brasil; número de torcedores e receitas de patrocínios/publicidade e de direito de transmissão na TV. Foram identificados 280 patrocinadores, com repetição de patrocinadores entre os clubes, dos quais, 11,5% eram do setor de alimentos, com destaque para os ultraprocessados (9,4%), sendo 6,7% de bebidas ultraprocessadas. O patrocínio pela categoria de ultraprocessados foi mais prevalente entre os clubes com maior número de títulos no Campeonato Brasileiro e na Copa Libertadores da América e entre aqueles com maior número de torcedores e volume de receitas de patrocínios/publicidade e por direito de transmissão de seus jogos na TV. Assim, evidenciou-se presença significativa de empresas de ultraprocessados como patrocinadores dos clubes de futebol, sobretudo entre os clubes com maior número de vitórias em campeonatos e popularidade, configurando-se como um obstáculo à promoção da alimentação adequada e saudável.

Futebol; Publicidade de Alimentos; Alimentos Industrializados

Abstract

Sponsorship by ultra-processed food and beverage companies is a common marketing practice in sports, capable of influencing consumers, with unknown effects in Brazil. The study aimed to identify the profile of food and beverage companies sponsoring professional soccer teams in Brazil and to associate the occurrence of this sponsorship with the teams’ characteristics. The sample included companies from these industries sponsoring 20 major league soccer teams competing in the Brazilian Championship in 2018. The food companies were identified according to the products based on the NOVA classification, and information was obtained on the number of championships they had won in Copa Libertadores, the Brazilian Championship, and the state championships; time since the club was founded; region of Brazil; number of fans; and revenues from sponsorship/advertising and sale of TV rights. A total of 280 sponsors were identified, with repeat sponsors between teams, of which 11.5% were from the food industry, featuring ultra-processed products (9.4%) and 6.7% of ultra-processed beverages. Sponsorship by ultraprocessed producers was more prevalent among teams that had won more championships in the Brazilian National Cup and Copa Libertadores and among those with more fans and higher revenues from sponsorship/advertising and sale of TV rights. The study revealed the significant presence of manufacturers of ultra-processed foods and beverages as soccer team sponsors, especially for the more popular teams that had won more championships, thus posing an obstacle to the promotion of healthy eating.

Soccer; Food Publicity; Industrialized Foods

Resumo (outro idioma)

El patrocinio de empresas de alimentos y bebidas ultraprocesados es una práctica común de marketing en el deporte, capaz de influenciar a los consumidores, y que es desconocida en Brasil. En este escenario, el objetivo fue identificar el perfil del patrocinio de empresas del sector de alimentación y bebidas de clubes de fútbol en Brasil, y asociar la ocurrencia de este patrocinio con las características de los clubes. La muestra analizó las empresas patrocinadoras de estos sectores en 20 clubes de la serie A del Campeonato Brasileño en 2018. Las empresas de alimentos se identificaron respecto al perfil de sus productos, según la clasificación NOVA, y se obtuvo información en cuanto al número de títulos en la Copa Libertadores de América, en el Campeonato Brasileño y en los campeonatos estatales; recorrido histórico; región de Brasil; número de hinchas e ingresos por patrocinios/ publicidad, así como de derechos de transmisión en la TV. Se identificaron a 280 patrocinadores, con patrocinadores repetidos entre clubes, de los cuales un 11,5% eran del sector de alimentos, destacando los ultraprocesados (9,4%), siendo un 6,7% el de las bebidas ultraprocesadas. El patrocinio por la categoría de ultraprocesados fue más prevalente entre los clubes con mayor número de títulos en el Campeonato Brasileño y en la Copa Libertadores de América y entre aquellos con mayor número de hinchas y volumen de ingresos por patrocinios/publicidad, así como por derecho de transmisión de sus juegos en la TV. Así, se puso en evidencia la presencia significativa de empresas de ultraprocesados, como patrocinadoras de los clubes de fútbol, sobre todo entre los clubes con mayor número de victorias en campeonatos y popularidad, convirtiéndose en un obstáculo para la promoción de la alimentación adecuada y saludable.

Fútbol; Publicidad de Alimentos; Alimentos Industrializados

Referência

MATOS, Juliana de Paula; ARAúJO, Larissa Cardoso de Miranda; HORTA, Paula Martins. O patrocínio de empresas do setor de alimentação e bebidas no futebol brasileiro: um obstáculo para a promoção da alimentação saudável. Cadernos de Saúde Pública. Rio de Janeiro, v. 36, n. 12, p. 1-13, 2020.