O torcer no futebol como possibilidade de lazer e a educação física escolar

Autores

Luiz Gustavo Nicácio

Orientador

Silvio Ricardo da Silva

Banca

Jocimar Daolio, Tarcísio Mauro Vago

Faculdade / Instituição

Escola de Educação Física, Fisioterapia e Terapia Ocupacional, Universidade Federal de Minas Gerais

Tipo

Dissertação

Área de concentração

Mestrado em Lazer

Ano

2010

Páginas

126

Cidade

Belo Horizonte

Resumo (pt)

Este trabalho teve como objetivo investigar as percepções dos professores de Educação Física sobre a presença do torcer, como tema nas aulas de Educação Física, em escolas públicas da cidade de Belo Horizonte – MG. Investigou especificamente se: na percepção dos professores o torcer é tratado nas aulas de Educação Física; os professores desta disciplina entendem que este é importante para a escola e como esse tema é trabalhado nas aulas. Foram pesquisados professores de 66 escolas distribuídas nas três redes públicas, sendo oito municipais, 55 estaduais, e três federais. A pesquisa pode ser classificada como de campo, quantitativa descritiva. Os instrumentos utilizados para as ações de campo foram: um questionário e uma entrevista semi-estruturada. Os questionários foram aplicados a um professor em cada uma das escolas participantes. Para participar da entrevista os professores deveriam já ter trabalhado com o tema torcer em suas aulas. Ao final foram entrevistados três professores e uma professora. Foi possível perceber que o torcer aparece na maior parte das questionários respondidos pelos professores e que a maioria deles não destinada aulas para tratar especificamente do assunto. Seis professores afirmaram já ter preparado aulas com intuito específico de discutir o torcer. Entre os sujeitos pesquisados 78,8% acreditam que o torcer é um tema importante e que deve ser trabalhado na escola. O torcer vem sendo abordado na escola através, do uso de vídeos, textos, jogos e situações do dia-a-dia da escola que são problematizados e convertidos em debates nas aulas.

Palavras-chave: Educação Física Escolar; Torcer; Lazer; Futebol.

Abstract

The goal of this research was to investigate the presence of cheering as a content of the Physical Education classes in public schools of the city Belo Horizonte – MG. It investigated specifically if cheering is a content to be dealt with in the Physical Education lessons; if the teachers responsible for this subject understand that this is an important content to the school and how it is developed during the lessons. Sixtysix schools distributed among three public networks were part of the research, being eight municipal schools, fifty-five state schools and three federal schools. This research can be classified as: bibliographical, fieldwork, quantitative and a descriptive kind of research. The tools used for the field actions were a questionnaire, a semi-structured interview and a field notebook. The questionnaires were answered by one teacher in each of the participating schools. To be part of the interview the teachers should have already worked with the theme cheering in their classes. In the end three male teachers and a female teacher were interviewed. It was possible to see that cheering appears in the majority of the schools and that, for  the most part, lessons are not meant to deal specifically about the cheering subject. Six teachers affirmed they have prepared lessons with the specific goal of discussing cheering. Among the participants, 78,8% believe that cheering is an important theme and that it should be elaborated in school. Cheering has been approached in schools through videos, texts, games and everyday school situations that get questioned and transformed into classroom debates.

Keywords: Physical Education; Cheering; Leisure; Soccer.

Sumário

1 – Reconhecendo o gramado, 14
1.1 – Caminhos da pesquisa: a metodologia, 24

2 – Pessoas e espaços, 31
2.1 – Sobre contextos e espaços: as escolas pesquisadas, 31
2.2 – Os gestores: expectativas e desconhecimento acerca da Educação Física e do lazer, 35
2.3 – Professores: o perfil daqueles que materializam as aulas, 40

3 – Sobre o torcer nas escolas, 56
3.1 – Sobre o entendimento da relevância do tema na perspectiva dos Professores, 57
3.2 – Sobre a presença do torcer na escola: um tema latente, 66
3.3 – Sobre formas e conteúdos: as estratégias dos professores para trabalhar o Torcer, 76

4 – Considerações finais, 83

Referências, 86

Apêndice A – Carta de apresentação para as escolas, 93
Apêndice B – Questionário da pesquisa, 94

Referência

NICáCIO, Luiz Gustavo. O torcer no futebol como possibilidade de lazer e a educação física escolar. 2010. 126 f. Dissertação (Mestrado em Lazer) - Escola de Educação Física, Fisioterapia e Terapia Ocupacional, Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte, 2010.