Os Cabeças-de-Bagre também merecem o paraíso

Autores

José Roberto Torero

Subtítulo

crônicas sobre futebol

Editora

Objetiva

Cidade

Rio de Janeiro

Tema

Crônicas

Área de concentração

Futebol

Páginas

152

Ano

2010

ISBN

9788539002443

Sinopse

Carlos Drummond de Andrade no gol, Nelson Rodrigues na zaga e Machado de Assis no meio-campo. O escritor José Roberto Torero é adepto da máxima: “diz-me quem escalas e te direi quem és”. No livro Os cabeças-de-bagre também merecem o paraíso – que reúne cerca de 30 crônicas publicadas na Folha de S. Paulo, na revista Placar e no Jornal da Tarde – ele escala seu time de craques escritores e aproveita o gancho do futebol para contar histórias deliciosas sobre o esporte preferido do brasileiro.

O livro valoriza as crônicas que passeiam entre a verdade e a ficção, o raciocínio e a invenção, usando algumas experiências pouco formais no jornalismo esportivo como poemas, fábulas, receitas, dicionários, contos e cartas. Há o garoto que vai pela primeira vez ao estádio; um guia hilário de como roer as unhas durante uma partida de futebol; conselhos para dirigentes corruptos e até um novo desfecho para a final da Copa de 1950. Com muito humor, ironia e criatividade, a antologia revela o talento de um cronista capaz de atuar em todas as posições do campo, seja no papel de torcedor, jogador ou de técnico.

Torero ainda oferece ao leitor textos inéditos com a biografia de 26 jogadores inventados, resultado de suas tabelas entre o real e o imaginário. Brincando com a forma, o escritor revela sentimentos profundos e emociona. O ex-jogador Tostão, que escreveu a orelha do livro, define a antologia como um “gol de letras”. É dar pontapé inicial e correr para o abraço!

Referência

TORERO, José Roberto. Os Cabeças-de-Bagre também merecem o paraíso: crônicas sobre futebol. Rio de Janeiro: Objetiva, 2010.