Os cronistas do “Jornal dos Sports” (1950-1958): subjetividade, clubismo e denuncismo

Autores

André Alexandre Guimarães Couto

Periódico / Revista

FuLiA / UFMG

Cidade

Belo Horizonte

Volume

v. 2

Número

n. 3

Páginas

p. 107-125

Ano

2017

Tema

Dossiê Crônica esportiva no Brasil: história e narrativa

ISSN

2526-4494

Resumo (pt)

O presente artigo faz uma apresentação geral sobre as crônicas esportivas do Jornal dos Sports (JS), publicadas entre os anos de 1950 e 1958, tendo como marcos duas copas do mundo deste período. Nesta conjuntura histórica, o cronismo esportivo se consolidou nas grandes cidades brasileiras como um gênero híbrido, forjado no limite entre o jornalismo e a literatura. O alto grau de subjetividade e a exploração dos sentimentos pelos narradores do JS, os chamados cronistas esportivos, tornava-se uma orientação para estes autores. E, dentre as várias possibilidades de atuação destes profissionais, temos a escolha de tratar dois fenômenos específicos: o clubismo e o denuncismo. Cabe destacar que estes autores atuavam de forma heterogênea no que diz respeito aos seus respectivos estilos narrativos, discordando por vezes dos seus olhares sobre o esporte, mas compondo uma equipe que ganhava fôlego nas páginas deste jornal da cidade do Rio de Janeiro.

PALAVRAS-CHAVE: Jornal dos Sports; Crônicas esportivas; Imprensa esportiva.

Abstract

This article presents a general presentation on the sports chronicles of the Jornal dos Sports (JS), published between 1950 and 1958, opting to privilege two important authors of the journal. In this historical conjuncture, sports cronismo was consolidated in the great Brazilian cities as a hybrid genre, forged in the limit between the journalism and the literature. The high degree of subjectivity and the exploration of feelings by the narrators of the JS, the so-called sports chroniclers, became an orientation for these authors. And, among the various possibilities of these professionals, we have the choice of dealing with two specific phenomena: clubism and denunciation. It is noteworthy that these authors acted in a heterogeneous way regarding their respective narrative styles, sometimes disagreeing their looks on the sport, but composing a team that gained breath in the pages of this newspaper of the city of Rio de Janeiro.

KEYWORDS: Jornal dos Sports; Sports chronicles; Sports Press.

Referência

COUTO, André Alexandre Guimarães. Os cronistas do “Jornal dos Sports” (1950-1958): subjetividade, clubismo e denuncismo. FuLiA / UFMG. Belo Horizonte, v. 2, n. 3, p. 107-125, 2017.