Os operários, os negros, os cronistas e o futebol

Autores

Gabriela Marta Marques de Oliveira, Edivaldo Góis Junior

Periódico / Revista

Movimento

Cidade

Porto Alegre

Volume

v. 26

Ano

2020

ISSN

1982-8985

Resumo (pt)

Este estudo teve como objetivo analisar as disputas entre trabalhadores, negros e cronistas esportivos em relação à prática do futebol operário em um contexto de profissionalização do esporte na cidade de São Paulo no início da década de 1930. Para isso, foi realizada uma pesquisa documental que teve como fontes jornais paulistanos. Concluímos que havia por parte dos cronistas esportivos uma série de críticas à prática do futebol operário e que a ascensão de alguns negros em clubes de elite era utilizada como argumento de integração racial.

Abstract

This study aimed to analyze the disputes between workers, black people, and sports journalists regarding the practice of working-class football within a context of professionalization in the city of São Paulo in the early 1930s. The sources were local newspapers. We concluded that there were several criticisms from the journalists about the practice of working-class football and that the ascent of some black players into elite clubs was used as an argument for racial integration.

Resumo (outro idioma)

Este estudio tuvo como objetivo analizar las disputas entre trabajadores, negros y cronistas deportivos en lo que se refiere a la práctica del fútbol de los trabajadores en un contexto de profesionalización del deporte en la ciudad de São Paulo a principios de la década de 1930. Para ello, se realizó una investigación documental que tuvo como fuentes periódicos de São Paulo. Llegamos a la conclusión de que había, por parte de los cronistas deportivos, una serie de críticas a la práctica del fútbol de la clase obrera y que la incorporación de algunos negros en clubes de élite se utilizó como argumento de integración racial.

Referência

OLIVEIRA, Gabriela Marta Marques de; GóIS JUNIOR, Edivaldo. Os operários, os negros, os cronistas e o futebol. Movimento. Porto Alegre, v. 26, 2020.