Os três tempos do jogo

Autores

Sérgio Montero Souto

Subtítulo

anonimato, fama e ostracismo no futebol brasileiro

Editora

Graphia

Cidade

Rio de Janeiro

Tema

Jogadores de futebol

Páginas

112

Ano

2000

ISBN

8585277327

Sumário

Prefácio, ix

Introdução, 5

Do anonimato ao ostracismo
Os anônimos, 11
A luta pelo reconhecimento e os perigos da fama, 11
“Marias-chuteiras”: os craques e o público feminino, 14
Brigando pela sobrevivência, 17
Aprendizes, 20

Ricos, famosos e perplexos, 22
Quando a fama vem rápido, 22
Sagrado e profano, 26
Dois mundos, 30
“Efeito Orloff”, 32

Sinal fechado, 35
Quando a festa acaba, 35
Reconstruindo a vida, 39
Sair por cima, 44
Quando a estrela cai, 47
Nirvana fatal, 50
Proibido de falar, 56

Três faces da fama
Um gol que se eterniza, 61
O médico e o jogador, 72
Dois gols inesquecíveis em Jalisco, 81

Conclusão
Prisioneiro da imagem, 93
O passado que nunca acaba, 96

Bibliografia, 98

Sinopse

Em busca de revelar os bastidores do fenômeno do estrelato no futebol, o jornalista Sérgio Montero Souto entrevistou dezenas de jogadores. Com a garantia de não identificar a fonte, colheu depoimentos francos e despojados, de jovens anônimos a craques conhecidos ou no esquecimento, detendo-se na análise das trajetórias de três grandes nomes do futebol brasileiro – Barbosa, Tostão e Josimar – para dissecar as mutações que a crescente oferta de informação vem provocando nas vidas dos atletas e nos ritos de construção e desconstrução da fama.

Referência

SOUTO, Sérgio Montero. Os três tempos do jogo: anonimato, fama e ostracismo no futebol brasileiro. Rio de Janeiro: Graphia, 2000.