Panorama da narração radiofônica de futebol na Região Metropolitana do Rio de Janeiro no início do século XXI

Autores

Paulo Sérgio de Jesus Madureira

Orientador

Marcelo Kischinhevsky

Banca

João Batista de Abreu, Ronaldo Helal

Faculdade / Instituição

Faculdade de Comunicação Social, Universidade do Estado do Rio de Janeiro

Tipo

Dissertação

Área de concentração

Mestrado em Comunicação Social

Ano

2016

Páginas

129

Cidade

Rio de Janeiro

Resumo (pt)

O objetivo desta dissertação é apresentar o quadro atual e apontar possibilidades de desdobramentos para o futuro em relação à “escola de narração esportiva radiofônica da Cidade do Rio de Janeiro e Região Metropolitana” nesse início de século XXI. A proposta é cartografar os narradores esportivos titulares (números 1) das rádios com transmissão regular de futebol em suas respectivas grades de programação, além de mapear as próprias emissoras. A iniciativa contextualiza, ainda, a importância do rádio e do futebol, mais especificamente, no cotidiano do morador das áreas anteriormente mencionadas. Quem são as vozes que dão vida à narração de uma partida de futebol? De que maneira esse trabalho é desenvolvido? Como são criados os slogans e bordões dos locutores que ajudam a dar „brilho‟ à narração? Essas e outras questões são apresentadas nessa pesquisa. A narração de jogos de futebol é o carro-chefe da cobertura esportiva, que por sua vez, representa um dos conteúdos mais valorizados do rádio em termos de programação e, consequentemente, do ponto de vista comercial. A trajetória começa com o então „speaker‟ Amador dos Santos, na década de 1920, passando por nomes como Ary Barroso, Oduvaldo Cozzi, Waldir Amaral, Jorge Cury e Doalcei Bueno de Camargo, até chegar aos dias de hoje, com destaque para narradores como José Carlos Araújo e Luiz Penido, entre outros. O desenvolvimento tecnológico, a chegada da TV e da Internet serão ressaltados ao longo do trabalho, que pretende analisar, através de conceitos teóricos e entrevistas qualitativas e semiestruturadas, a formação e o desenvolvimento da escola narrativa esportiva de radiodifusão da Cidade do Rio de Janeiro e Região Metropolitana, tema que ainda carece de bibliografia e aprofundamento específicos.

Palavras-chave: Rádio. Narração. Futebol. Escola. Rio de Janeiro.

Abstract

This thesis‟s goal is to present the status quo and point out possible future developments to the “Rio de Janeiro City and Metropolitan Area School of Radiophonic Sports Narration” in the beginning of the 21st century. The proposal is to map the main sports narrators from radios with regular soccer transmission in their programming as well as the radio stations themselves. Furthermore, this initiative contextualizes the importance of radio and, more specifically, soccer in the daily activities of the inhabitants of the previously mentioned area. Whose are the voices that bring life to the narration of a soccer match? How is that work developed? How are the slogans and catchphrases that liven up the locution created? These and other questions are presented in this research. The narration of soccer games is one of the main events in sports coverage which, in its own right, represents one of the most valuable contents for a radio station in terms of programming and, consequently, commercially as well. The trajectory begins with the speaker Amador dos Santos from the 1920s and goes through other names such as Ary Barroso, Oduvaldo Cozzi, Waldir Amaral, Jorge Cury and Doalcei Bueno de Camargo before reaching our current time, with emphasis on narrators such as José Carlos Araújo and Luiz Penido, among others. Technological development, the arrival of television and internet will be duly mentioned throughout the work, which intends to scientifically map, through theoretical concepts and semi-structured qualitative interviews, the formation and development of the “Rio de Janeiro City and Metropolitan Area School of Radiophonic Sports Narration”, a subject lacking in specific bibliography and in-depth studies.

Keywords: Radio. Narration. Soccer. School. Rio de Janeiro.

Sumário

INTRODUÇÃO, 9

1 RÁDIO E FUTEBOL, 17
1.1 O início do rádio e do futebol no Brasil, 22
1.2 Afinidade com o público desde a década de 1920, 25
1.3 A evolução da narração esportiva pelo rádio, 30
1.4 As novas tecnologias e as funcionalidades do meio, 32
1.5 Especificidades entre narrações esportivas no rádio e na TV, 34
1.6 A Internet como aliada, 38

2 A ESCOLA RADIOFÔNICA ESPORTIVA DA REGIÃO METROPOLITANA DO RIO DE JANEIRO, 41
2.1 O atual momento da narração esportiva e a dificuldade de inovar, 41
2.2 O narrador como destaque de toda a programação, 47
2.3 A criação de slogans e bordões, 52
2.4 Criar imagens somente com estímulos auditivos, 57
2.5 Conceito de jornada esportiva radiofônica, 59
2.6 Em busca de inovações durante as transmissões, 63

3 METODOLOGIA E PROCEDIMENTOS, 71
3.1 A importância dos enunciados, 72
3.2 Critérios de seleção dos entrevistados, 74

4 ENTREVISTAS SEMIESTRUTURADAS, 79
4.1 Em busca de particularidades, 79
4.2 Estrutura narrativa, 88

CONSIDERAÇÕES FINAIS, 91

REFERÊNCIAS, 97
APÊNDICE A – Entrevista semiestruturada, 103
APÊNDICE B – Transcrição de entrevistas qualitativas e semiestruturadas, 104

Referência

MADUREIRA, Paulo Sérgio de Jesus. Panorama da narração radiofônica de futebol na Região Metropolitana do Rio de Janeiro no início do século XXI. 2016. 129 f. Dissertação (Mestrado em Comunicação Social) - Faculdade de Comunicação Social, Universidade do Estado do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2016.