A política nacional de prevenção da violência e segurança nos espetáculos esportivos: desafios e propostas

Autores

Felipe Tavares Paes Lopes, Heloisa Helena Baldy dos Reis

Periódico / Revista

Revista Brasileira de Educação Física e Esporte

Cidade

São Paulo

Volume

v. 31

Número

n. 1

Páginas

p. 195-208

Ano

2017

ISSN

1981-4690

Resumo (pt)

Neste texto, desenvolvemos uma reflexão ética e normativa acerca do processo de construção da Política Nacional de Prevenção da Violência e Segurança nos Espetáculos Esportivos. Para desenvolver tal reflexão, adotamos os seguintes procedimentos metodológicos: revisão de literatura, análise de leis e documentos e observações realizadas durante nossa participação no debate público sobre a violência no futebol brasileiro e, também, durante intercâmbios e estágios de pesquisa realizados na Alemanha e na Argentina, em 2013 e 2014. O texto foi organizado em duas partes interdependentes: num primeiro momento, abordamos os principais desafios para tornar o processo em questão mais justo e democrático. Entre os desafios abordados, destacamos o de conseguir criar medidas especiais de estímulo à inclusão de grupos normalmente excluídos das posições de poder. Num segundo momento, apresentamos e justificamos algumas medidas concretas capazes de superar os referidos desafios. Entre elas, o estabelecimento de comissões locais de prevenção da violência no futebol, o fortalecimento e a democratização da “Comissão Paz no Esporte”, dos ministérios da Justiça e do Esporte, a criação da figura do ombudsfan, o fortalecimento do diálogo com as associações independentes de torcedores e com as entidades representativas de torcedores organizados, a capacitação de seus dirigentes, oferecendo a eles os recursos culturais necessários para o enfrentamento dos problemas do dia-a-dia dessas torcidas e para a transformação criativa e pacífica dos conflitos violentos entre elas, o reconhecimento de formas menos hegemônicas de discurso, que permitam o torcedor se exprimir na sua própria voz, e a criação da figura do moderador, que faça o trabalho socrático de assistência à palavra na referida comissão.

PALAVRAS-CHAVE: Esporte; Futebol; Política Pública; Deliberação; Torcida Organizada.

Abstract

In this paper, we developed a normative and ethical refl ection on the process of construction of the National Policy on Violence Prevention and Security in Sport Spectacles. To develop this refl ection, we adopted the following methodological procedures: a literature review, analysis of laws and documents and observations made during our participation in the public debate on violence in Brazilian football and also during exchanges and research apprenticeships conducted in Argentina and Germany, in 2013 and 2014. The text was organized into two interdependent parts: at fi rst, we discussed the main challenges to make the process in question more fair and democratic. Among the challenges addressed, we highlighted the challenge of creating special measures to encourage the inclusion of groups normally excluded from positions of power. Secondly, we presented and justified some concrete measures to overcome these challenges. Among them, the establishment of local committees to prevent football violence, the strengthening and democratization of the National Commission on Violence Prevention and Security in Sport Spectacles (CONSEGUE), of the ministries of Justice and Sports, the creation of the figure of ombudsfan, the strengthening of dialogue with the independent associations of supporters and the organizations representing the torcidas organizadas, the training of its leaders, offering them the cultural resources needed to face the problems of everyday lives of these torcidas and needed to the creative and peaceful transformation of the violent conflicts between them, the recognition of less hegemonic forms of discourse, allowing the fans to speak in his own voice, and the creation of the figure of the moderator who does Socratic relief work to the word in CONSEGUE.

KEYWORDS: Sports; Football; Public Policy; Deliberation; Torcidas Organizadas

Referência

LOPES, Felipe Tavares Paes; REIS, Heloisa Helena Baldy dos. A política nacional de prevenção da violência e segurança nos espetáculos esportivos: desafios e propostas. Revista Brasileira de Educação Física e Esporte. São Paulo, v. 31, n. 1, p. 195-208, 2017.