Processo de institucionalização do futebol feminino no Uruguai

Autores

Tiago Sales de Lima Figueiredo

Periódico / Revista

Esporte e Sociedade

Cidade

Niterói

Volume

v. 13

Número

n. 31

Páginas

p. 1-29

Ano

2018

ISSN

1809-1296

Resumo (pt)

A entrada das mulheres em espaços considerados masculinos é uma conquista. Uma partida de futebol no Uruguai costumava ser um espaço de sociabilidade entre homens, o futebol, nesse sentido é uma das chaves da construção de muitas matrizes masculinas. Um dos primeiros brinquedos que um menino ganha é uma bola de futebol. Já uma menina costuma receber uma boneca ou uma réplica de um fogão para brincar de mãe/dona de casa. Porém, o que acontece quando uma menina entra nesse espaço de construção do masculino? Para tanto, este artigo, desde uma perspectiva etnográfica situacional, demonstrará o processo de institucionalização do futebol feminino no Uruguai através das estratégias da Associação Uruguaia de Futebol (AUF) para mudar os valores em torno do futebol, problematizando dessa maneira as disputas no campo esportivo e político. Construindo uma narrativa a partir da memória dos agentes que participaram desse processo a partir da criação do departamento de futebol feminino dentro da AUF, em 1996.

Palavras-chaves: Gênero, futebol, institucionalização, AUF, Uruguai

Abstract

Women´s entry into spaces considered manly in an achievement. A soccer game in Uruguay usually considered a male sociability space, in this sense; soccer is a key way to build many manhood matrixes. For instance, one of boy´s firsts presents is a soccer ball. While girls use to get dolls or a stove replica to play mom/housewife. Nonetheless, what happens if a girl goes into this manhood building space? For answering this question, this paper, since a situational ethnographic perspective, will demonstrate the female football institutionalization process through Asociación Uruguaya de Fútbol (AUF) to change the values around of football. Problematizing, this way, the controversy in the politic and sportive field. Building a narrative from the football female department into AUF, in 1996.

KeyWords: Gender, Soccer, Football, institutionalisation, AUF, Uruguay.

Referência

FIGUEIREDO, Tiago Sales de Lima. Processo de institucionalização do futebol feminino no Uruguai. Esporte e Sociedade. Niterói, v. 13, n. 31, p. 1-29, 2018.