Processos de adaptação e vivências profissionais interculturais no futebol globalizado

Autores

Rodolfo Jacov Saraiva Lôbo

Subtítulo

Profissionais brasileiros da bola

Orientador

Maria Ester de Freitas

Banca

Maria Tereza Leme Fleury, Djair Picchiai, Janaína Maria Bueno, Hélio Arthur Reis Irigaray

Faculdade / Instituição

Escola de Administração de Empresas de São Paulo, Fundação Getúlio Vargas

Tipo

Tese

Área de concentração

Doutorado em Administração de empresas

Ano

2016

Páginas

197

Cidade

São Paulo

Resumo (pt)

O presente trabalho tem como tema central as vivências interculturais dos atores do mundo do futebol que, a cada dia mais, perpassam diversas culturas como caminho ascensional das suas carreiras. O objeto dos Estudos Organizacionais Interculturais dá ênfase às interações entre pessoas de diferentes culturas, e esta é a problemática proposta nesta discussão, que enseja debates, convida à discussões interdisciplinares e evoca uma temática que instiga novos olhares sobres questões transculturais. Embora a literatura do campo aborde em sua maioria a adaptação e vivência de executivos expatriados, o presente trabalho pretende investigar a vivência e adaptação de jogadores e técnicos de futebol que trabalham em diferentes contextos. O referencial teórico é formado por áreas do conhecimento, promovendo uma conversa interdisciplinar, particularmente oriundas da Administração e Sociologia, bem como a literatura sobre futebol, que é o objeto empírico da tese. Metodologicamente a pesquisa adota uma abordagem qualitativa e interpretativista. A coleta de dados foi feita através de entrevistas com profissionais reconhecidos, que exerceram ou ainda estão exercendo suas atividades no exterior. Notadamente, e de forma prática, identificam-se questões de adaptação cultural que podem interferir no sucesso profissional da pessoa que se desloca para territórios estrangeiros, podendo influenciar na sua vida pessoal, dificultando o seu sucesso, por variados fatores, tais como: o idioma em si, a dificuldade de compreensão das figuras de linguagem e expressões inerentes a cada idioma, a mecânica laboral de cada cultura, o contraste no estilo de vida, os códigos culturais, linguagem corporal, hábitos cotidianos, estranhamento ao universo do outro, hábitos alimentares. Pretende-se que este estudo possa contribuir para ampliar e incitar o arcabouço teórico dos estudos de administração intercultural, através das vivências e proposições para uma melhor adaptação e vivência de jogadores e técnicos de futebol no exterior

Abstract

This work is focused on intercultural experiences of the actors of the football world. They have been increasingly exposed to different cultures as the ascension on their careers demand it. The object of Organizational Intercultural Studies emphasizes the interactions between people of different cultures, and this is the problem proposed in this discussion, which entails debates, calls for interdisciplinary discussions and evokes a theme that instigates new perspectives about cross-cultural issues. Although the field addresses mostly adaptation and experience of expatriate executives, this study intends to investigate the experience and adaptation of players and football coaches working in different cultural contexts. The theoretical framework is comprehensive, promoting an interdisciplinary conversation, particularly grounded in Administration and Sociology, as well as literature about football, which is the empirical object of the thesis. Methodologically the research adopted a qualitative and interpretative approach. Data collection was done through interviews with recognized professionals who have exercised, or are still exercising, their activities abroad. This study notably, and in a practical way, identifies cultural adaptation issues that may interfere on professional success of person who goes to foreign territories. Moreover, it might influence their personal life, hindering success, by various factors including: the language itself, the difficulty of understanding figures of speech and peculiar expressions that every language has, labor mechanics of each culture, the contrast in lifestyle, cultural codes, body language, lifestyle habits, strangeness to another universe, and eating habits. It is intended that this study will contribute to enlarge the theoretical framework of intercultural management studies, through the experiences and proposals to better adapt and experience of players and foreign soccer coaches.

Sumário

1. INTRODUÇÃO, 18

2. OS ESTUDOS INTERCULTURAIS NOS ESTUDOS ORGANIZACIONAIS, 25

2.1 Contribuições Internacionais, 31

2.2 Estudos Organizacionais Interculturais no Brasil, 34

3. MOBILIDADE INTERNACIONAL, 42

3.1 Contexto Atual, 44

3.2 Estrangeiros como categoria genérica, 45

3.3 Vivências Cotidianas Interculturais, 52

3.4 Profissionais auto expatriados como categoria específica, 55

3.5 Processos de adaptação intercultural, 60

3.6 Repatriação e Adaptação Cultural Reversa, 63

4. O FUTEBOL COMO ATIVIDADE PROFISSIONAL GLOBALIZADA, 68

4.1 As origens e o mercado atual, 68

4.2 O lugar do Brasil: importância, estruturas, eventos e regulamentações, 73

4.3 Transferências de jogadores de futebol, 81

4.4 Carreiras no futebol, 85

4.4.1 A carreira de jogador de futebol, 85

4.4.2 A carreira de técnico de futebol, 88

5 PERCURSO METODOLÓGICO, 90

5.1 Natureza da Pesquisa, métodos e técnicas de análise, 90

5.2 Procedimentos de construção do corpus de pesquisa, 94

5.3 Caracterização da atuação dos participantes, 97

6. APRESENTAÇÃO E ANÁLISE DOS RESULTADOS, 104

6.1 Definição de Categorias, 104

6.2 Aspectos Motivacionais, 105

6.3 Aspectos Culturais, 112

6.4 Dinâmicas do mundo do trabalho, 132

6.5 Família e Qualidade de Vida, 145

6.6 Processo de adaptação e avaliação da experiência vivida, 154

6.7 Aspecto de Repatriação, 165

7 Considerações Finais, 169

REFERÊNCIAS, 179

APÊNDICE A – ROTEIRO DE PERGUNTAS AOS JOGADORES, 193

APÊNDICE B – ROTEIRO DE PERGUNTAS AOS TÉCNICOS, 195

Referência

LôBO, Rodolfo Jacov Saraiva. Processos de adaptação e vivências profissionais interculturais no futebol globalizado: Profissionais brasileiros da bola. 2016. 197 f. Tese (Doutorado em Administração de empresas) - Escola de Administração de Empresas de São Paulo, Fundação Getúlio Vargas, São Paulo, 2016.