Questões metodológicas relacionadas com a análise de televisão

Autores

Arlindo Machado, Marta Lucía Vélez

Periódico / Revista

E-compós

Cidade

Brasília

Volume

v. 8

Ano

2007

ISSN

1808-2599

Resumo (pt)

Enquanto filmes e romances são unidades relativamente discretas, os programas de televisão são objetos muito mais diversificados, quando não mais complexos e, nesse sentido, mais difíceis de analisar. Nos anos 1970, Raymond Williams questionou o conceito “estático” e “abstrato” de programa, considerando que em todos os sistemas de radiodifusão desenvolvidos o modo mais característico de organização é o da seqüência ou fluxo. Acrescente-se a isso ainda a dificuldade primeira de saber o que é um programa de televisão. Uma partida de futebol simplesmente transmitida ao vivo é um trabalho de televisão ou um “serviço” de distribuição? Para alguns, tudo o que vemos numa pequena tela eletrônica é televisão, mesmo quando feito fora dos estúdios de televisão. Para outros, mais radicais, tudo nas sociedades contemporâneas é feito para a televisão, inclusive as decisões políticas dos governos, as cerimônias oficiais e o terrorismo. Por fim, em toda análise televisiva há sempre uma diferença entre a metalinguagem (discurso verbal) e a linguagem objeto (programa de televisão), o que significa que um texto crítico jamais poderá dizer toda a verdade sobre seu objeto.

Palavras-chave: análise televisiva, programa televisivo, fluxo televisivo, gravação eletrônica de programas televisivos.

Abstract

While films and novels are relatively discrete singleness, television programs are subjects much more diversified, when not more complex, and, on that account, more difficult to analyse. In the seventies, Raymond Williams put in question the “static” and “abstract” concept of program, considering that in all developed broadcasting systems the characteristic organization is one of sequence or flow. Add to that the former difficulty to say what television is. A soccer game simply broadcasted live is a television work or a distribution “service”? For some, everything we see in a little electronic screen is television, even if made outside the television studios. For other, more radical, everything in contemporary societies is made for television, included political decisions by governments, authoritative cerimonies, and terrorism. At last, in all television analysis there is always a difference between the metalanguage (verbal discourse) and the objectlanguage (television program), what means that a critical text cannot always say every truth about its subject.

Key words: TV analysis, TV program, TV flow, video recording of TV programs

Referência

MACHADO, Arlindo; VéLEZ, Marta Lucía. Questões metodológicas relacionadas com a análise de televisão. E-compós. Brasília, v. 8, 2007.