Raça e civilidade nos jogos “preto x branco”

Autores

Bruno Otávio de Lacerda Abrahão, Antonio Jorge Gonçalves Soares

Periódico / Revista

Movimento

Cidade

Porto Alegre

Volume

v. 22

Número

n. 4

Páginas

p. 1137-1148

Ano

2016

ISSN

1982-8918

Resumo (pt)

São Paulo assistiu nas décadas de 20 e 30 do Século XX a realização do jogo “Preto X Branco”, partida de futebol cuja singularidade era opor autodeclarados pretos contra brancos. O objetivo deste artigo foi interpretar o significado do autocontrole da violência nesses jogos, a partir da percepção da imprensa da época. Utilizamos como fontes as matérias dos periódicos paulistas de 1927-1931. Concluímos que a ausência de manifestações de violência nesses jogos rituais era interpretada como prova do nível de desenvolvimento e da afirmação da convivência pacífica e civilizada entre as principais raças formadoras da nação brasileira.

Abstract

In the 1920s and 1930s, “Black X White” football matches were held in São Paulo. They were unique for opposing self-declared blacks and whites. This article interprets the meaning of self-control of violence at those matches based on the press of that time. Our sources were articles published by São Paulo newspapers from 1927 to 1931. We concluded that the absence of violence manifestations at those ritual matches was interpreted as proof of the level of development and affirmed civilized and peaceful coexistence between the main races that formed the Brazilian nation.

Resumo (outro idioma)

São Paulo asistió, en las décadas de los 20 y 30 del Siglo XX, a la realización del juego “Blanco Vs. Negro”, partidos de fútbol cuya singularidad era oponer a autodeclarados negros contra blancos. El propósito de este artículo es interpretar el significado del autocontrol de la violencia en estos juegos, a partir de la percepción de la prensa de la época. Las fuentes de esta investigación fueron artículos publicados por periódicos de São Paulo entre 1927 y 1931. Concluimos que la ausencia de manifestaciones de violencia en estos juegos rituales se interpretaba como prueba del nivel de desarrollo y convivencia pacífica y civilizada entre las principales razas que conforman la nación brasileña.

Referência

ABRAHãO, Bruno Otávio de Lacerda; SOARES, Antonio Jorge Gonçalves. Raça e civilidade nos jogos “preto x branco”. Movimento. Porto Alegre, v. 22, n. 4, p. 1137-1148, 2016.