Regulamentação e gestão de estádios de futebol no Brasil

Autores

Cacilda Mendes dos Santos Amaral, Flávia da Cunha Bastos

Periódico / Revista

Pensar a Prática

Volume

v.14

Número

n.3

Páginas

p.1-17

Área de concentração

Educação Física

ISSN

14154676

Resumo (pt)

As leis brasileiras que dispõem sobre normas de proteção e defesa do torcedor preveem o direito à segurança nos estádios, acessibilidade, higiene e à qualidade das instalações físicas dos estádios, dentre outros fatores (BRASIL, 2003, 2010), mas a realidade está longe disso. Este estudo teve por objetivo analisar as regulamentações brasileiras para estádios de futebol e compará-las com as europeias e a da FIFA. Através de análise documental e bibliográfica constatou-se que as regulamentações brasileiras em comparação com as da UEFA e da FIFA apontam atraso e ineficiência, tanto em termos de adequação da estrutura quanto de serviços nos estádios de futebol. Conclui-se que esta ineficiência é um dos fatores que contribuem para o mau estado em que se encontram os estádios de futebol, resultando em limitações em termos da sua gestão. 

Abstract

Brazilian laws that deal with standards of protection and defense of sport supporters predict the right to security in the stadium, accessibility, cleanliness and quality of the stadium facilities, among other factors (BRAZIL, 2003, 2010), but the reality is far from it. This study aimed to examine the regulations for Brazilian football stadiums and compare them to European and FIFA. Through documentary and bibliographic analysis it was noted that Brazilian regulations, compared with UEFA and FIFA, show delay and inefficiency, both in terms of structure and adequacy of services in a football stadium. We conclude that this inefficiency is one of the factors contributing to the poor conditions in which Brazilian football stadiums are found, resulting in limitations in terms of its management. 

Resumo (outro idioma)

Las leyes brasileñas que tienen que ver con las normas de protección y defensa de los aficionados predecir el derecho a la seguridad del estadio, la accesibilidad, la limpieza y la calidad de las instalaciones físicas de la cancha, entre otros factores (Brasil, 2003, 2010), pero la realidad es mucho menos . Este estudio tuvo como objetivo examinar el reglamento de los estadios de fútbol de Brasil y compararlos con los europeos y la FIFA. A través del análisis documental y la literatura encontró que las regulaciones de Brasil en comparación con un retraso enlace la UEFA y la FIFA y la ineficiencia, tanto en términos de estructura y adecuación de los servicios en un estadio de fútbol. Se concluye que esta ineficiencia es uno de los factores que contribuyen al mal estado que se encuentran en estadios de fútbol, dando lugar a limitaciones en términos de su gestión. 

Observações

Link para o site da revista: www.revistas.ufg.br/index.php/fef

Referência

AMARAL, Cacilda Mendes dos Santos; BASTOS, Flávia da Cunha. Regulamentação e gestão de estádios de futebol no Brasil. Pensar a Prática. Goiânia, v.14, n.3, p.1-17, 2011.