Relações futebolísticas e o racismo no futebol

Autores

Sérgio Settani Giglio

Tipo de evento

Simpósio

Nome do evento

História Oral

Nome do congresso

Memória, Democracia e Justiça

Edição do Congresso

XI Encontro Nacional de História Oral

Cidade

Rio de Janeiro

Ano

2012

Páginas

17

Entidade Organizadora

UFRJ

Resumo (pt)

Nesse trabalho apresentamos a história de vida do jogador Dermival Lima, conhecido como Baiano. Sua história poderia se parecer com a de muitos outros futebolistas brasileiros por conta das dificuldades vividas na infância. Apesar das dificuldades conseguiu se tornar um jogador de futebol e em sua passagem pelo exterior, especialmente na Argentina, defendeu o tradicional clube do Boca Juniors. Se atuar por essa equipe equivaleu para ele a condição de ídolo, ao que jamais o lateral-direito havia conseguido pelos clubes brasileiros, também representou enfrentar problemas de racismo no clube argentino. Tudo começou em uma partida distante de Buenos Aires. Pela Copa Libertadores da América a partida entre o São Paulo e o Quilmes da Argentina ficou marcada pela prisão do jogador argentino Desábato acusado por Grafite de ofensas racistas. Esse acontecimento ficou conhecido como o caso Desábato. No dia seguinte ao episódio, Baiano teve que participar de uma coletiva de imprensa para dizer se na Argentina havia preconceito racial. Portanto, a proposta desse trabalho é entender como um caso que aconteceu em uma partida no Brasil se refletiu na vida do atleta na Argentina. Para isso, recorreremos ao seu relato e aos fatos do jogo entre as equipes brasileira e argentina para reconstruímos e entendermos as repercussões do jogo para além do estádio em que aconteceu o incidente. Dessa forma, a história de Baiano permite entender como o racismo se faz presente no futebol e do modo como ele circula nas relações entre os jogadores.

Referência

GIGLIO, Sérgio Settani. Relações futebolísticas e o racismo no futebol. In: UFRJ, XI Encontro Nacional de História Oral, 2012, Rio de Janeiro. Memória, Democracia e Justiça, UFRJ. Simpósio, UFRJ, 2012.