Shakespeare no país do futebol

Autores

Luana Brito Brasil

Subtítulo

Uma tradução de Romeu e Julieta

Orientador

Elizabeth Ramos

Banca

Marinyze Prates de Oliveira, Denise Carrascosa França

Faculdade / Instituição

Instituto de Letras, Universidade Federal da Bahia

Tipo

Dissertação

Área de concentração

Mestrado em Letras

Ano

2013

Páginas

82

Cidade

Salvador

Resumo (pt)

A partir da aplicação aos Estudos de Tradução de algumas noções apresentadas pelo filósofo Jacques Derrida, podemos dizer que a tradução resulta de um exercício de leitura e interpretação, permitindo que novas leituras sejam adicionadas a um texto fonte na condição de suplemento, revitalizando a anterioridade e mantendo-o vivo, pronto para ser fruído pelas gerações futuras. Tal aspecto mostra-se evidente em releituras de obras escritas por autores canônicos, como as do dramaturgo inglês William Shakespeare. Assim, de um lado temos a peça Romeu Julieta (circa 1594) que narra a tragédia de dois jovens amantes pertencentes a famílias inimigas, do outro, o filme O Casamento de Romeu e Julieta (2005), baseado no conto Palmeiras, um caso de amor do escritor Mario Prata e dirigido por Bruno Barreto, que traz à tela do cinema uma comédia sobre o romance entre a capitã do time de futebol feminino do Palmeiras e o médico oftamologista, líder da torcida do Corinthians. A partir dos hipotextos de Shakespeare e Prata, Bruno Barreto constrói seu hipertexto fílmico (tradução intersemiótica), evidenciando na tradução, seu status de recriação a partir de um texto e uma série de outros com os quais dialoga. A pesquisa objetiva analisar traços de ressignificação e atualização do drama shakespeariano identificados na narrativa cinematográfica de Barreto, tendo em vista o panorama das relações entre textos discutidas por Julia Kristeva e Gerárd Genette, de modo a contribuir de modo crítico para futuras reflexões sobre a análise de traduções.

Palavras-chave: Futebol, Romeu e Julieta, tradução intersemiótica, William Shakespeare.

Abstract

Through the application to Translation Studies of some notions presented by the philosopher Jacques Derrida we can say that translation results from an exercise of reading and interpretation, allowing new readings to be added to a source text as a supplement, revitalizing its anteriority and keeping it alive, ready to be appreciated by future generations. Such aspect appears to be evident in readings of canonical works written by authors like the English playwright William Shakespeare. Therefore, on one side we have the play Romeo Juliet (circa 1594), the tragedy of two young lovers from enemy families, on the other, there is the film O casamento de Romeu e Julieta (2005), based on the short story Palmeiras, um caso de amor, written by Mario Prata and directed by Bruno Barreto, who brings to the movie screen a comedy about the romance between the captain of the female football team Palmeiras, and the ophthalmologist, leader of Corinthians football firm. From the hypotexts of Shakespeare and Prata, Bruno Barreto builds up his filmic hypertext (intersemiotic translation), demonstrating on the translation its status of recreation from a text and a series of others with whom it dialogues. The research aims to analyze features of resignification and update of Shakespearean drama identified in the cinematographic narrative of Barreto, in view of the panorama of relations between texts discussed by Julia Kristeva and Genette, in order to contribute to critical reflections on future translation analysis.

Keywords: Football, Romeo and Juliet, intersemiotic translation, William Shakespeare.

Sumário

INTRODUÇÃO, 10

1. ESCALANDO O TIME, 18
1.1 OS TITULARES, 20
1.2 OS RESERVAS, 23

2. TIRO INICIAL: (RE) CONSTRUINDO ROMEU E JULIETA, 27
2.1. ROMEU E JULIETA, O TEMPO E SEU TEMPO, 27
2.2 O MITO DO AMOR ROMÂNTICO, 37

3. JOGANDO COM ROMEU E JULIETA 42
3.1 TROCAS, TROPEÇOS E TRAPAÇAS: A QUESTÃO DA IDENTIDADE, 48
3.2 O ESQUEMA TÁTICO: TRANSTEXTUALIDADE, 52
3.2.1 A intertextualidad,e 53
3.2.2 A paratextualidade, 53
3.2.3 A arquitextualidade, 54
3.2.4 A metatextualidade, 55
3.2.5 A hipertextualidade, 59

4. DO ZERO A ZERO À VITÓRIA: O CAMPO É UM PALCO, 61
4.1 O FUTEBOL NA CULTURA BRASILEIRA, 63
4.2 A TORCIDA: A QUESTÃO DO NOME, 66
4.3 A ARQUIBANCADA É UMA PRAÇA PÚBLICA, 68

CONSIDERAÇÕES FINAIS, 73
REFERÊNCIAS, 77
ANEXO, 80

Referência

BRASIL, Luana Brito. Shakespeare no país do futebol: Uma tradução de Romeu e Julieta. 2013. 82 f. Dissertação (Mestrado em Letras) - Instituto de Letras, Universidade Federal da Bahia, Salvador, 2013.