Televisão, futebol e novos ícones planetários: aliança consagrada nas Copas do Mundo

Autores

Carmen Rial

Periódico / Revista

Motrivivência

Volume

v.13

Número

n.18

Área de concentração

Educação Física

ISSN

2175-8042

Resumo (pt)

A recente Copa do Mundo de futebol 2002 bateu novo recorde de recepção, ultrapassando a Copa de 1998 e colocando-se na frente entre os eventos mais visto no planeta. Cálculos aproximados indicam que mais de 40 bilhões de espectadores assistiram os jogos desta Copa, em audiência acumulada evidentemente já que a população do planeta conta com cerca de 6 bilhões de pessoas. Quando a esta estatística vertiginosa associa-se o fato de que a FIFA (Federação Internacional de Futebol, entidade criada na Inglaterra ao final do século XIX) conta entre os seus filiados um número superior ao dos países integrantes da ONU, tem-se uma idéia clara importância da aliança futebol/televisão. A televisão reflete e constrói imaginários sociais através de suas imagens e discursos. E ninguém discutiria que, entre as imagens e discursos mais assistidas no mundo, estão as esportivas. O que gostaria de refletir aqui é, inicialmente, como (de que modo, através de quais estratégias narrativas) a televisão tem construído imaginários sociais ao tratar do futebol – o acontecimento mais assistido no planeta – e, num segundo momento, quais as características principais enfatizadas nestes imaginários sociais, ou seja, que valores são reforçados pelas narrativas.

Observações

Link para o site da revista: periodicos.ufsc.br/index.php/motrivivencia/index      

Referência

RIAL, Carmen. Televisão, futebol e novos ícones planetários: aliança consagrada nas Copas do Mundo. Motrivivência. Florianópolis, v.13, n.18, 2002.