Transforming Argentina: Sport, Modernity and National Building in the Periphery

Autores

Eduardo P. Archetti

Periódico / Revista

Antropolítica

Número

n.14

Páginas

p.41–60

Área de concentração

Ciências Sociais

ISSN

2179-7331

Resumo (pt)

Em 1914, os esportes introduzidos pelos britânicos haviam-se convertido em práticas de tempo livre disseminadas no território nacional argentino. A prática desportiva é concomitante com o rápido processo de modernização e urbanização da Argentina. A construção do “nacional” através da introdução de práticas corporais criadas fora das fronteiras do país pode ser vista como um exemplo de uma modernidade radical que permitirá à Argentina participar na expansão de uma arena global esportiva. Os esportes analisados são o futebol, o pólo, o automobilismo e o boxe, que trouxeram grande sucesso para a nação e produziram ídolos esportivos. Os grandes heróis, Fangio no automobilismo, Monzon no boxe, e Maradona no futebol, foram heróis nacionais mas também foram parte de um imaginário esportivo transnacional. Analisando estes esportes, o artigo tenta demonstrar que através destes a heterogeneidade social e cultural de uma nação foi recuperada mediante uma espécie de colagem complexa. 

Abstract

By 1914 the sports introduced by the British were national practices that made possible the expansion of the incipient civil society (clubs, associations and organized competitions). The practice of sports was concomitant to the rapid process of urbanization and modernization of Argentina. The construction of the “national” through the bodily practices, created outside the country, can be seen as an example of a radical modernity that allowed Argentina to be integrated in the process of consolidation of a global sport arena. The sports discussed are football, polo, car racing and boxing that brought to great success to the nation and produced key sport idols. The great heroes, Fangio in car racing, Monzon in boxing and Maradona in football, were national but also furnished a transnational sport imaginary. Following those sports the article argues that through sports the social and cultural heterogeneity of the nation was formed in a kind of complex collage.
 

Observações

Link para o site da Antropolítica: www.revistas.uff.br/index.php/antropolitica  

Referência

ARCHETTI, Eduardo P.. Transforming Argentina: Sport, Modernity and National Building in the Periphery. Antropolítica. Niterói, n.14, p.41–60, 2003.