A previsível frustração inglesa

Equipe Ludopédio

A renovada seleção inglesa repetiu o insucesso das gerações anteriores. Nos momentos decisivos, o time da rainha não consguiu novamente honrar as origens do esporte bretão. Do outro lado, a seleção italiana desfalcada de uma de suas maiores referências – Gianluigi Buffon – teve mais calma para encontrar o gol da vitória e garantir a vitória.

A experiência italiana permitiu que a squadra azzurra abrisse o placar com arremate certeiro de Marchisio após belo corta-luz de Andrea Pirlo, o grande organizador do meio campo italiano. Dois minutos depois, o ponta-de-lança do Liverpool, Sturridge, chega ao empate após assistência de Wayne Rooney em contra-ataque rápido inglês.

Neste momento ficou claro que tratava-se de um jogo equilibrado. De certa maneira um confronto entre Liverpool e Juventus – bases das duas seleções. Defensivamente ambas equpes se mostravam lentas. Zagueiros pesados que formavam uma última linha pouco móvel.

O jogo parecia simétrico. Em frente à linha defensiva, Andrea Pirlo e Steve Gerrard, respectivamente. Boa saída de bola e transição de qualidade. Mas pesou a bagagem das equipes. De um lado, uma seleção tetracampeã mundial, cuja base de Turim é tricampeã italiana. Já o lado inglês é bastante frustrado: uma seleção que amargura uma fila de quase 50 anos de títulos mundiais, que possui uma base jovem recentemente abalada com a falha do seu capitão Gerrard que levou à perda do inédito título inglês ao camisa 8 do Liverpool.

A maturidade italiana trouxe a tranquilidade que levou ao gol da vitória, com a testada a um metro do gol de Mario Balotelli. Mesmo a correria dos atacantes Welbeck, Sturridge e Sterling não foi capaz de encontrar espaços na zaga italiana. O futebol inglês paga uma conta alta. Tem a maior liga do mundo, onde os grandes craques desfilam o melhor futebol. Mas os ingleses não passam de coadjuvantes dentro de seu próprio país.

Se o Luis Suárez do Liverpool fosse inglês…quem sabe.

 

Inglaterra 1 x 2 Itália

Local: Arena Amazônia, em Manaus (AM)
Data: 14 de junho de 2014, sábado
Horário: 19 horas (de Brasília)
Árbitro: Bjorn Kuipers (Holanda)
Assistentes: Sander Van Roekel (Holanda) e Erwin Zeinstra (Holanda)
Carão amarelo: Sterling (Inglaterra)
Gols: INGLATERRA: Sturridge, aos 36 minutos do primeiro tempo
ITÁLIA: Marchisio, aos 34 minutos do primeiro tempo, e Balotelli, aos 5 minutos do segundo tempo

INGLATERRA: Hart, Johnson, Cahill, Jagielka e Baines; Henderson (Wilshere), Gerrard e Sterling; Rooney, Sturridge (Lallana) e Welbeck (Barkley)
Técnico: Roy Hodgson

ITÁLIA: Sirigu, Darmian, Barzagli, Paletta e Chiellini; De Rossi, Pirlo, Verratti (Thiago Motta), Marchisio e Candreva (Parolo); Balotelli (Immobile)
Técnico: Cesare Prandelli

Galeria de imagens