Chorar ou não chorar, eis a questão

Equipe Ludopédio

Após as inúmeras discussões sobre o estado emocional dos jogadores brasileiros e os respectivos choros após o hino nacional a seleção entrou no estádio Castelão com cara de bava e com uma postura bem diferente dos jogos anteriores.

Para esse jogo Luiz Gustavo suspenso cedeu lugar a Paulinho que jogou melhor do que as partidas anteriores, mas ainda abaixo do que pode render. Outra mudança foi a entrada de Maicon na lateral direita no lugar de Daniel Alves.

A postura brasileira de marcar sob pressão os colombianos surtiu efeito. Logo aos 7 minutos Thiago Silva aproveitou a falha da zaga adversária que não conseguiu tirar a bola após cobrança de escanteio e com o gol livre apenas empurrou para colocar o Brasil em vantagem.

O Brasil seguiu com maior volume de jogo e a Colômbia tentava empatar nos contra-ataques. Em uma dessas jogadas chegou a ter quatro jogadores contra apenas dois brasileiros, mas num erro de passe Thiago Silva conseguiu interceptar.

Para o segundo tempo a Colômbia voltou com mais volume de jogo em busca do empate. Em uma jogada para impedir a reposição rápida do goleiro colombiano Thiago Silva entrou na frente dele quando ia chutar e tomou o segundo cartão amarelo na Copa e não vai jogar a semifinal contra a Alemanha.

Um dos melhores jogadores colombinanos, James Rodriguez, fez falta na intermediária. Reclamou com o árbitro dizendo que não havia feito a falta. Como a distância era grande a cobrança coube ao David Luiz que acertou um belo chute e fez o segundo gol brasileiro.

Quando a partida parecia que iria se configurar no desepero colombiano em atacar, afinal, perdido por dois ou por mais daria na mesma naquele momento um lance quase mudou o rumo do jogo. O goleiro brasileiro Júlio César derrubou Bacca dentro da área. James Rodriguez cobrou e diminuiu para a Colômbia.

Nos minutos finais os colombianos se lançaram ao ataque mas não conseguiram empatar. Essa foi a partida em que o Brasil mostrou seu melhor futebol na Copa do Mundo de 2014.

Aos colombianos coube o choro da derrota. Aos brasileiros o choro da vitória. Para Neymar o choro foi de dor e de lamento de ter fraturado a vértebra após uma entrada do colombiano Zuniga no final da partida.Resta saber qual será o choro após a partida da semifinal contra a Alemanha…

 

Brasil 2 x 1 Colômbia

Local: Castelão, em Fortaleza (CE)
Data: sexta-feira, 4 de julho de 2014
Horário: 17h (de Brasília)
Público: 60.342
Árbitro: Carlso Velasco Carballo (ESP)
Assistentes: Roberto Alonso Fernandes e Juan Yuste (ambos ESP)
Gols: Thiago Silva, aos 7min do primeiro tempo; David Luiz, aos 23min, James Rodríguez, aos 35min do segundo tempo
Cartões amarelos: Thiago Silva, Júlio César (BRA); James Rodríguez (COL)

BRASIL: Júlio César; Maicon, Thiago Silva, David Luiz e Marcelo; Fernandinho, Paulinho (Hernanes) e Oscar; Hulk (Ramires), Fred e Neymar (Henrique)
Técnico: Luiz Felipe Scolari

COLÔMBIA: Ospina; Zuniga, Zapata, Yepes e Armero; Guarín, Sánchez, Cuadrado (Quintero), Ibarbo (Adrian Ramos) e James Rodríguez; Gutierrez (Bacca)
Técnico: José Pekerman

 

 

Galeria de imagens