Com reservas, Espanha vence bem e se despede do Mundial

Equipe Ludopédio

Espanha e Austrália se enfrentaram na Arena da Baixada, em Curitiba, pela última rodada do grupo B da Copa do Mundo de 2014. A partida não valia nada, já que ambas as equipes já se encontravam eliminadas da Copa do Mundo. A campeã de 2010, Espanha, se saiu melhor e venceu por 3 a 0.

A Espanha veio a campo com boa parte dos reservas das duas primeiras partidas. Incluindo atacante David Villa, destaque na Copa passada e que ainda não havia aparecido neste ano. A Austrália também não entrou com a mesma equipe das outras partidas, principalmente com a ausência de seu principal jogador, Tim Cahill.

A torcida que compareceu à Arena da Baixada não perdou os espanhóis. Ouviram diversos gritos de “eliminados” e até um “Ai, ai, ai, ai, está chegando a hora…”. Mas os espanhóis não se intimidaram e mostraram a sua superioridade técnica aos 36 minutos. Iniesta lançou Juanfran na direita, que avançou e tocou rasteiro para o meio. David Villa chegou e deu um belo toque de letra para o fundo do gol de Ryan. Foi o nono gol do atacante em Copas do Mundo.

Os espanhóis voltaram para a segunda etapa melhor. E marcaram mais duas vezes, sem dar chances de reação aos australianos. Aos 24 minutos Fernando Torres recebeu belo passe de Iniesta na área, fintou o goleiro e tocou para o fundo do gol. Aos 36 minutos Mata recebeu lançamento de Fábregas dentro da área e, livre, tocou entre as pernas de Ryan.

Os espanhóis venceram com folga, mas a humilhação permaneceu. Ninguém esperava que os campeões de 2010 fizessem campanha tão decepcionante. Para os australianos, nenhuma surpresa.

 

Austrália 0 x 3 Espanha

Local: Arena da Baixada, em Curitiba (PR)

Data: segunda-feira, 23 de junho

Horário: 13h (de Brasília)

Público: 39.375 pessoas

Árbitro: Nawaf Shukralla (BAR)

Assistentes: Yaser Tulefat e Ebrahim Saleh (ambos BAR)

Cartões amarelos: Spiranovic (Austrália); Sergio Ramos (Espanha)

Gol: Espanha – David Villa, aos 36 do primeiro tempo, Fernando Torres, aos 24, e Juan Mata, aos 36 minutos do segundo tempo

AUSTRÁLIA: Ryan; McGowan, Wilkinson, Spiranovic e Davidson; McKay, Jedinak e Bozanic (Bresciano); Oar (Troisi), Leckie e Taggart (Halloran). Técnico: Ange Postecoglou.

ESPANHA: Pepe Reina; Juanfran, Albiol, Sergio Ramos e Jordi Alba; Xabi Alonso (David Silva), Koke, Iniesta e Cazorla (Fábregas); David Villa (Juan Mata) e Fernando Torres. Técnico: Vicente del Bosque.

Galeria de imagens