Duas viradas e vitória da Holanda

Equipe Ludopédio

O estádio do Beira-Rio, em Porto Alegre recebeu uma emocionante partida entre Austrália e Espanha, pela segunda rodada do grupo B da Copa do Mundo de 2014. O placar final foi favorável aos holandeses por 3 a 2, praticamente classificando os “Laranjas” e eliminando matematicamente os “Socceroos”.

A maioria do público esperava que a Holanda, favorita, massacrasse a Austrália, porém não foi o que aconteceu na partida. Surpreendendo a todos o técnico australiano Postecoglou colocou a sua equipe para frente e a Austrália já iniciou a partida marcando no campo adversário e não deixando os craques holandeses jogarem.

Mas aos 20 minutos a bola caiu nos pés do veloz holandês Robben, que disparou do meio de campo e tocou rasteiro na saída do goleiro Ryan, para abrir o marcador.

Entretanto os autralianos não sentiram o gol e no lance seguinte empataram. E em um lindo gol. Lançamento na área para Cahill que emendou um chutaço no ar e incendiou a torcida, que, em sua maioria torcia pelos australianos.

A australiano continuou melhor na partida e pressionava a saída de bola holandesa, mas no final do primeiro tempo Cahill levou um cartão amarelo, por falta que tirou Indi da partida e complicou para os australianos, que perderam seu principal jogador para a última partida do grupo.

O segundo tempo iniciou-se com a Austrália novamente melhor e imprimindo uma forte marcação nos holandeses, que não jogavam o mesmo futebol do primeiro jogo. Tanto que a virada australiana veio aos 9 minutos, quando o capitão Jerdinak marcou de pênalti – após bola bater na mão de Janmaat – e virou para os australianos. A zebra pintava em Porto Alegre.

Porém os holandeses não se desesperaram e colocaram a sua superioridade técnica para atuar. Aos 13 minutos Van Persie recebeu livre dentro da área, ajeitou e bateu forte para empatar. E dez minutos depois o jovem Memphis Depay, que entrara no final do primeiro tempo, arriscou um chute forte da intermediária e a bola entrou no canto esquerdo de Ryan, que foi enganado pelo quique da bola.

A Austrália seguiu tentando pressionar os holandeses, mas mais na base do desespero do que com eficiência técnica, sem obter resutado.

Os holandeses venceram em uma partida com duas viradas e praticamente garantiram a vaga nas oitavas de final da Copa do Mundo. Para os autralianos, eliminados da Copa, sobrou uma imagem de luta e vontade e um futebol supreendente.


Austrália 2 x 3 Holanda

Local: Estádio do Beira-Rio, em Porto Alegre (RS)

Data: 18 de junho de 2014, quarta-feira

Horário: 13h (de Brasília)

Árbitro: Djamel Haimoudi (ALG)

Assistentes: Achik Redouane (MAR) e Etchiali Abdelhak (ALG)

Cartão amarelo: Cahill (Austrália); Van Persie (Holanda)

Gols: Austrália – Cahill, aos 21 do primeiro tempo, e Jedinak (pênalti), aos 9 do segundo tempo; Holanda – Robben, aos 20 do primeiro tempo, Van Persie, aos 13, e Depay, aos 23 minutos do segundo tempo

AUSTRÁLIA: Ryan; McGowan, Wilkinson, Spiranovic e Davidson; McKay, Jedinak, Bresciano (Bozanic), Leckie e Oar (Taggart); Cahill (Halloran). Técnico: Ange Postecoglou.

HOLANDA: Cillessen; Janmaat, Vlaar, De Vrij, Bruno Martins Indi (Depay) e Blind; De Jong, De Guzmán (Wijnaldum) e Sneijder; Robben e Van Persie (Lens). Técnico: Louis van Gaal.

 

 

Galeria de imagens