Espanha confirma o favoritismo na estreia

portalcopa

A atual campeã do mundo começou bem a Copa das Confederações ao vencer o Uruguai por 2 x 1 na noite deste domingo (16.06) na Arena Pernambuco, em São Lourenço da Mata (região metropolitana do Recife). Os dois gols espanhóis saíram no primeiro tempo: Pedro abriu o placar aos 20 minutos e Soldado ampliou aos 32. A Celeste diminuiu aos 43 do segundo tempo, com bela cobrança de falta de Suárez.

A Espanha soma agora três pontos no grupo B da competição. O outro jogo da primeira rodada do grupo, entre Taiti e Nigéria, será realizado nesta segunda (17.06) no Mineirão, em Belo Horizonte.

Jogo

Os 41.705 torcedores presentes na Arena Pernambuco assistiram a um show de bola da Espanha. O domínio da equipe europeia foi total durante todo o jogo, com a tradicional troca rápida de passes, boa movimentação e manutenção da posse de bola, além de grandes jogadas protagonizadas pelas estrelas do time, com destaque para Iniesta.

Aos nove minutos, a Espanha mandou uma bola na trave. Jordi Alba cruzou, Iniesta deixou a bola passar e Fàbregas dominou livre na entrada da grande área. Ele chutou forte e quase abriu o placar.

Aos 16 minutos, outra chance da Espanha. Soldado tabelou com Iniesta, que tocou para Fàbregas dentro da área. Ele não dominou, mas a bola acabou sobrando para Iniesta, que chutou mais uma vez a gol. Muslera fez grande defesa.

O primeiro gol saiu aos 20 minutos. Após cobrança de escanteio, Cavani afastou a bola da área, mas o rebote ficou com Pedro, que bateu de primeira. O chute desviou no zagueiro uruguaio Lugano e foi para o fundo da rede do goleiro uruguaio.

Pouco tempo depois, aos 29, o Uruguai teve a grande chance do primeiro tempo. Suárez cobrou falta e lançou a bola na área. Cavani recebeu livre e cabeceou para o gol, mas Casillas defendeu tranquilamente.

O segundo gol originou-se em um lindo passe de Fábregas. Aos 31 minutos, o meia-atacante ameaçou  um chute, mas preferiu passar a bola para Soldado, que recebeu na linha da grande área. Ele olhou e bateu no ângulo de Muslera.

Na sequência, Muslera evitou o terceiro gol da Espanha ao defender chute de Piqué de dentro da área, após cobrança de escanteio.

Segundo tempo

No segundo tempo,  o domínio espanhol prosseguiu, mas o Uruguai teve mais chances de se aproximar do gol, só que os contra-ataques da Celeste acabaram terminando em erros de passes e lançamentos ou foram barrados pela eficiente defesa espanhola.

A Espanha teve boas oportunidades de ampliar o placar na etapa final e fez jogadas que levantaram os torcedores na Arena Pernambuco. Exemplo disso ocorreu aos dez minutos, quando Iniesta faz grande jogada individual. Ele  tocou para fábregas e recebeu a bola novamente, passou por dois uruguaios e chutou para o gol. A bola passou à esquerda do gol de Muslera.

Aos 18, Jordi Alba cruzou para Iniesta que mais uma vez tentou o gol. A  bola bateu no zagueiro uruguaio e voltou nos pés de Pedro, que chutou à direita de Muslera.

Rodríguez tentou um dos poucos chutes a gol do Uruguai. Aos29 minutos, ele avançou pelo meio campo e chutou, mas pegou mal, não oferecendo perigo a Casillas.

Aos 35, Juan mata entrou em campo e, na primeira jogada, deu belo passe para Soldado, que chutou para o gol, em bela defesa de Muslera.

Ao Uruguai, diante desse domínio, restou a bola parada. E Suárez fez bom uso da oportunidade que teve aos 43 do segundo tempo. Cobrou falta de forma perfeita, em chute que não deu a menor chance para Casillas.

Nos acréscimos, Soldado foi derrubado fora da área, mas o juiz não marcou. No contra-ataque, o Uruguai teve a última boa chance do jogo. Suárez avançou pela esquerda e cruzou na área, mas Casillas afastou a bola e a chance do empate.

Fonte: