Gol clonado dá classificação ao Uruguai

Equipe Ludopédio

A Arena das Dunas, em Natal, recebeu, provavelmente a partida mais esperada da fase de grupos da Copa do Mundo de 2014. Uruguai e Itália se enfrentaram valendo uma vaga para as oitavas de final pela última rodada do grupo D, o da morte, que incrivelmente já tinha a Costa Rica classificada.

Em partida dramática, mas com menos emoções do que se esperava os uruguaios venceram os italianos por 1 a 0 e se classificaram como segundo lugar do grupo.

O primeiro foi muito fraco, tanto tecnicamente como em termos emocionais. Ambas as equipes marcaram muito no meio de campo e não conseguiram chegar com perigo ao gol adversário. O único grande lance da primeira etapa ocorreu aos 32 minutos quando Suarez tabelou com Lodeiro e saiu na frente de Buffon, exigindo grande defesa do goleiro italiano. No rebote, Buffon fez outra grande defesa em chute de Lodeiro.

A Itália se classficasse já sabia que perderia seu principal atacante, já que ainda na primeira etapa Balotelli levou cartão amarelo, ficando suspenso para uma próxima partida.

E o segundo tempo iniciou-se com uma substituição que ninguém entendeu. O técnico italiano tirou o atacante Balotelli e colocou em seu lugar Parolo.

A segunda etapa foi bem mais emocionante que a primeira com o Uruguai saindo mais para o jogo, já que precisava da vitória. E os uruguaios reclamaram muito do árbitro logo aos 5 minutos, quando Cavani se enroscou com Bonucci na área e caiu. O árbitro mandou o lance seguir e os uruguaios ficaram inconformados.

Mas aos 14 minutos quem passou a reclamar da atuação da arbitragem foi a Itália. Marchísio fez falta em Maxi Pereira e recebeu o cartão vermelho direto, deixando a Itália com um jogador a menos em campo.

Os uruguaios então passaram a pressionar mais ainda os italianos, que se fecharam e faziam uma boa marcação e obrigavam a Celeste a jogar bolas pelo alto.

Aos 34 minutos talvez aconteceu o momento mais inusitado da partida, ao qual o árbitro mexicano não viu. Luís Suarez se enroscou com Chiellini na área e mordeu o ombro esquerdo do italiano. Fato que se repetia, já que Suarez havia feito isso em partida da Premier League em 2013, contra os também azuis do Chelsea.

Porém, logo depois, aos 36 minutos, mais um lance semelhante. E desta vez para a sorte dos uruguaios. Após cobrança de escanteio o zagueiro Godín saltou alto e completou de cabeça para o gol de Buffon, abrindo o placar. O lance foi muito semelhante ao gol que o mesmo zagueiro fez no Camp Nou, em Barcelona, e garantiu o título espanhol ao Alético de Madrid.

O Uruguai tinha a vantagem do placas e os italianos se desesperaram para tentar o empate. Luís Suarez perdeu pelo menos duas grandes chances de matar o jogo em contra-ataques, mas o placar permaneceu em 1 a 0.

O Uruguai conseguiu a classificação que pareceia impossível, após a derrota para a Costa Rica na primeira partida, e esperaram a definição do primeiro colocado do grupo C para as oitavas de final.

 

Itália 0 x 1 Uruguai

Local: Estádio Arena das Dunas, em Natal (RN) 

Data: 24 de junho de 2014, terça-feira 

Horário: 13h (de Brasília) 

Árbitro: Marco Rodriguez (MÉX) 

Assistentes: Marvin Torrentera e Marcos Quintero (ambos do México) 

Cartões Amarelos: Balotelli, De Sciglio (Itália), Muslera e Arévalo Rios (Uruguai) 

Cartão Vermelho: Marchisio (Itália) 

Gol: Uruguai: Godín, aos 35 minutos do segundo tempo

ITÁLIA: Buffon, Barzagli, Bonucci e Chiellini; De Sciglio, Verratti (Thiago Motta), Marchisio, Pirlo e Darmian; Balotelli (Parolo) e Immobile (Cassano) 
Técnico: Cesare Prandelli

URUGUAI: Muslera, Cáceres, Giménez, Godín e Álvaro Pereira (Stuani); Gonzáles, Arévalo Ríos, Cristian Rodríguez (Ramírez) e Lodeiro (Maxi Pereira); Suárez e Cavani 
Técnico: Óscar Tabárez

 

 

Galeria de imagens