“Jogamos como nunca e perdemos como sempre”

Equipe Ludopédio

Havia grande expectativa antes do início da partida entre Holanda e México pelo bom futebol apresentado pelas duas seleções na fase de grupos. Desde o começo da partida o México tomou a iniciativa da partida e arriscava chutes de longa distância levando perigo ao gol holandês.

A partir da metade do primeiro tempo a Holanda equilibrou o jogo e passou a levar perigo nas investidas de Robben, mas fazia isso de maneira isolada. Uma das melhores chances da Holanda começou com Van Persie que interceptou uma bola mal passada pelo meio campo mexicano e passou para Robben que sofreu pênalti não marcado pelo árbitro.

No início do segundo tempo a estratégia mexicana deu certo. Após dominar a bola no peito Giovani dos Santos chutou de fora da área e colocou o México em vantagem. A Holanda mudou a postura e passou a atacar, mas encontrou pela frente o excelente goleiro Ochoa. As melhores chances vinham dos pés de Robben. Uma alteração feita pelo técnico mexicano foi crucial para o desenrolar do jogo. Ele tirou o bom Giovani dos Santos que armava as melhores jogadas mexicanas e colocou outro meio de campo, Aquino. A partir daí o México recuou e a Holanda saiu em busca do gol de empate.

Na cobrança vinda do escanteio Huntelaar ajeitou de cabeça para dentro da área. Sneijder veio em velocidade e chutou com força para acabar com qualquer chance de defesa de Ochoa. O empate deu moral para os holandeses que não pararam de atacar. Naquele que foi praticamente o último lance antes da já esperada prorrogação Robben sofreu pênalti. Ele driblou o primeiro mexicano e Rafa Marques chegou atrasado e fez pênalti. Huntelaar chutou com força no canto e classificou a Holanda para as quartas-de-final. Mais uma vez o bom futebol mexicano ficou pelo caminho.

Holanda 2 x 1 México

Local: Estádio Castelão, em Fortaleza (CE)
Data: 29 de junho de 2014, domingo
Horário: 13 horas (de Brasília)
Árbitro: Pedro Proença (Portugal)
Assistentes: Bertino Miranda e José Trigo (ambos de Portugal)
Público: 58.817
Cartões amarelos: Aguilar, Rafa Márquez e Guardado (México)
Gols:
MÉXICO: Giovani dos Santos, aos três minutos do segundo tempo
HOLANDA: Sneijder, aos 42, e Huntelaar (pênalti), aos 48 minutos do segundo tempo

HOLANDA: Cillessen; Vlaar, De Vrij e Blind; Verhaegh (Depay), De Jong (Indi), Wijnaldum, Sneijder e Kuyt; Robben e Van Persie (Huntelaar)
Técnico: Louis Van Gaal

MÉXICO: Ochoa; Rodríguez, Rafa Márquez e Moreno (Reyes); Aguilar, Salcido, Herrera, Guardado e Layún; Giovani dos Santos (Aquino) e Peralta (Chicharito Hernández)
Técnico: Miguel Herrera

 

 

Galeria de imagens