Nigéria goleia o Taiti

portalcopa

A Nigéria venceu o jogo por 6 x 1, mas a festa foi dos dois lados na partida disputada nesta segunda-feira (17.06) no Mineirão, em Belo Horizonte. Afinal, foi a primeira vez que a seleção principal do Taiti disputou uma partida fora da Oceania. Até então, o único jogo da seleção com equipe de fora do continente foi em 1980, quando perderam por 1 x 0 para o México, mas jogando no Taiti. E a estreia foi logo em uma partida da Copa das Confederações, contra os campeões africanos.

Durante a execução dos hinos, alguns jogadores taitiano choraram de emoção. O clima nas arquibancadas foi de total tranquilidade, com apoio maciço aos taitianos dos 20.187 torcedores presentes ao estádio. O momento de maior vibração foi aos nove minutos do segundo tempo, quando o Taiti marcou seu gol de honra.

Seis amigos da faculdade de direito da PUC Minas pintaram as letras da palavra Tahiti e foram ao Mineirão torcer para a seleção da Oceania. Com gritos de como “Não como carne, só abacaxi. Seleção do Taiti!” ou “Dois dias de canoa pra chegar aqui. Seleção do Taiti!”, eles fizeram a festa nas arquibancadas e contagiaram os outros torcedores, que também torceram para os taitianos durante toda a partida. “A gente comprou o ingresso no escuro e aí caiu Taiti x Nigéria. Para não ficar com raiva, resolvemos ficar bêbados e torcer para o Taiti”, brincou Gabriel Gibson.

Jogo

A primeira finalização foi do Taiti, a um minuto de jogo. Após receber lançamento longo, Vincent Simon conseguiu entrar na área, driblar o zagueiro e chutar. Mas o arremate saiu fraco, bem fácil para a defesa do goleiro nigeriano Enyeama. A resposta foi quase imedita: a Nigéria subiu ao ataque e, no rebote de um cruzamento para a área do Taiti, a bola desviou no árbitro salvadorenho Joel Aguilar e sobrou para o lateral-esquerdo Echiejile. Ele chutou de fora da área e contou com mais um desvio para deslocar o goleiro Xavier Samin e abrir o marcador.

Aos 9 minutos, saiu o segundo o gol. Heimano Bourebare saiu jogando errado e a bola chegou a Nnamdi Oduamadi. O nigeriano passou por Ludivion e Vallar e não teve dificuldade para arrematar. O placar chegou a 2 x 0 antes dos 10 minutos de jogo.

Aos 15, Ahmed Musa quase fez um golaço. Ele entrou driblando na área, passou pelo goleiro e, no momento de finalizar, a bola escapou e ele não conseguiu chutar no rumo certo. O ritmo de jogo caiu nos dez minutos seguintes, com poucos lances perigosos, embora a Nigéria dominasse o jogo.

Aos 25, a Nigéria fez o terceiro gol. O atacante Musa escapou pela ponta esquerda e cruzou para a pequena área. O goleiro Samin deixou uma bola fácil escapar e Oduamadi não teve trabalho para completar para o gol. Aos 29, Samin se recuperou. Anthony Ujah recebeu lançamento e, completamente sem marcação, tentou driblar o goleiro, que fez ótima interceptação e evitou o quarto gol.

Aos 33, a melhor chance do Taiti até então. Steevy Chong Hue avançou com velocidade pela esquerda da área e cruzou com muito perigo, para difícil defesa de Enyeama. Em seguida, a zaga nigeriana conseguiu chutar para escanteio.

Aos 38, mais uma defesa do goleiro Samin. Sunday Mba entrou novamente livre, sem impedimento. Na hora de finalizar, o nigeriano escorregou e Samin defendeu. O Taiti quase marcou após boa jogada pelo lado direito, aos 44. Após cruzamento, Chong Hue pulou e cabeceou de dentro da pequena área, mas não acertou a cabeceada em cheio e ficou se lamentando.
Segundo tempo

Aos três minutos, o primeiro lance de perigo. Ahmed Musa finalizou com displicência, de dentro da área e a bola passou do lado esquerdo do gol de Samin.

Aos 9 minutos, um dos momentos mais emocionantes da Copa das Confederações até aqui: Jonathan Tehau marcou o primeiro gol da seleção do Taiti fora da Oceania. Após cobrança de escanteio na segunda trave, o goleiro Eneyama não saiu na bola e Tehau subiu mais que o zagueiro para cabecar para baixo. Na comemoração, seus companheiros fizeram uma coreografia que imitava a ação de remar uma canoa.

Depois do gol, a Nigéria voltou a dominar a partida e avançou para o ataque, perdendo mais boas oportunidades com Oduamadi e Musa.

Aos 21 minutos, a Nigéria marcou um gol, mas o atacante Oduamadi estava impedido.

Jonathan Tehau, que havia marcado o gol do Taiti, acabou fazendo outro, mas contra. O ataque nigeriano passou fácil pela defesa e, no intuito de evitar a chegada de Obi Mikel, Tehau tentou cortar. A bola acabou entrando em seu próprio gol.

A Nigéria aproveitou mais uma vez a tentativa do Taiti de fazer a linha de impedimento, aos 31 minutos. Brown Ideye ficou livre pela direita e centrou facilmente para mais uma conclusão de Nnamdi Oduamadi. O atacante marcou seu terceiro gol na partida.

Quatro minutos depois, a Nigéria marcou mais uma vez. Uwa Echiejile aproveitou rebote de Samin e fez seu segundo gol, dando números finais à partida: 6 x 1.

Fonte: