Torcida canta o hino brasileiro mesmo sem música

portalcopa

Com atuação inspirada de Neymar, que marcou um gol e deu uma assistência para Jô, a Seleção Brasileira venceu o México por 2 x 0, nesta quarta-feira (19.06), na Arena Castelão. Com o resultado em Fortaleza, a equipe chegou aos seis pontos ganhos no Grupo A da Copa das Confederações, com cinco gols marcados e nenhum sofrido.

O Brasil é líder isolado da chave e só pode ser alcançado pela Itália, que enfrenta o Japão logo mais, às 19h, em Recife (PE). A próxima partida da Seleção Brasileira é exatamente contra a Itália, em Salvador, no sábado (22.06), Às 16h. No mesmo horário, o México enfrenta o Japão em Belo Horizonte. Os mexicanos precisam vencer e torcer por uma combinação de resultados para passar de fase.

Apoiado pela torcida, o Brasil teve o domínio da maior parte do jogo e contou com um lindo gol de Neymar, aos 8 minutos do primeiro tempo, para ficar mais tranquilo em campo. Antes mesmo de a bola rolar, os torcedores cantaram o hino nacional em coro, mesmo quando o cerimonial encerrou a música. A atitude foi bastante elogiada pelo técnico Luiz Felipe Scolari e por Neymar.

Após o jogo, Felipão disse que, mais do que a vitória, era preciso comemorar o espírito que a torcida mostrou em Fortaleza. “O que quero ressaltar é essa brasilidade, o que ouvimos hoje. Saiu daqui um grande grito”. O treinador também afirmou que ainda é preciso corrigir detalhes do time, mas saiu bastante satisfeito com a apresentação.

Neymar também elogiou a torcida, que o aplaudiu intensamente no fim da partida. “Foi emocionante. Eles (os torcedores) nos dão confiança. Hoje todo mundo está de parabéns. A gente vem crescendo e tem que fazer isso: se entregar”, disse o atleta, escolhido o melhor em campo. Resignado, o técnico do México, José Manuel de La Torre, disse que os mexicanos já esperavam dificuldades. “O Brasil joga em casa e as habilidades individuais de alguns de seus atletas fazem a diferença”.

Primeiro tempo
A Seleção Brasileira foi com tudo para cima do México quando a bola rolou na Arena Castelão. Neymar infernizava pela esquerda e criou duas chances com menos de cinco minutos de partida. Na melhor delas, chegou a tocar para Oscar fazer o gol, mas o árbitro inglês Howard Webb assinalou corretamente o impedimento.

Mas, aos 8, os torcedores puderam soltar o grito. Daniel Alves cruzou da direita, a zaga mexicana afastou, mas a bola sobrou para Neymar, que, de primeira e sem deixar a bola cair, mandou-a para o gol de perna esquerda. Golaço e Brasil à frente do placar.

Mesmo assustado, o México tentou dar o troco e, na melhor chance do time estrangeiro, o lateral-direito Hiram Mier ganhou disputa na ponta da grande área e arrematou. A bola passou perto do gol de Julio César.
O Brasil passou a aproveitar também os contra-ataques. Aos 22, Fred deu belo passe para Neymar, que ajeitou no peito, tirou o marcador e bateu. A bola passou perto do travessão.

A partir dos 25 minutos, o México conseguiu equilibrar as ações e levou algum perigo à área brasileira. Aos 24, David Luiz subiu para cortar uma bola, mas cabeceou a nuca de Thiago Silva e machucou o nariz. O jogo foi interrompido e o zagueiro teve de ser retirado de campo para ser atendido. Ele voltou a campo com algodão no nariz, para estancar o sangramento.

Na última chance do primeiro tempo, o México teve uma falta na direita do ataque para bater. Giovani dos Santos cobrou e a bola passou com perigo, mas foi para fora.

Segundo tempo
Na etapa complementar do jogo, o Brasil também começou em cima do adversário, como no primeiro tempo. Com menos de um minuto do segundo tempo, Neymar sofreu falta e cobrou para a área. Thiago silva completou para o gol, mas o assistente assinalou o impedimento. Aos nove minutos, Hulk fez boa tabela com Neymar e invadiu a área, mas finalizou para fora. No lance seguinte, Neymar avançou pela direita e bateu cruzado. A bola passou com perigo.

O México respondeu cinco minutos depois. Guardado recebeu na esquerda e cruzou para Chicharito na pequena área, mas David Luiz conseguiu cortar para escanteio. Aos 16, Felipão tirou Oscar para a entrada de Hernanes. Quatro minutos depois, Paulinho avançou com a bola desde o campo de defesa e abriu para Neymar. Ele chutou no canto, mas Corona conseguiu defender. Aos 33, Hulk deixou o campo aplaudido para a entrada de Lucas.

A melhor chance do México no segundo tempo veio em seguida. Pablo Barrera cruzou da direita e a bola passou pela pequena área brasileira até chegar a Guardado. Ele chutou, mas a zaga conseguiu bloquear. Aos 38, Jô entrou no lugar de Fred.

Logo depois, Neymar deu um lindo chapéu em Mier e cruzou para a área. O ataque brasileiro não conseguiu aproveitar, mas a jogada levantou mais uma vez a torcida cearense. E o melhor estava por vir. Já nos acréscimos da partida, Neymar fez incrível jogada pela esquerda, passou no meio de dois mexicanos e cruzou para Jô, que só completou para o gol. Brasil 2 x 0 no México e muita festa nas arquibancadas.


Brasil 2 x 0 México
Data
: sábado, 19 de junho de 2013
Local: Castelão, em Fortaleza
Árbitro: Howard Webb (ING)
Público: 50.733
Cartões Amarelos: Guardado, Herrera e Rodríguez (México); Thiago Silva e Daniel Alves (Brasil)
Gols: Neymar, aos 9min do1º tempo; Jô, aos 48min do 2º tempo

Brasil: Júlio César; Daniel Alves, Thiago SIlva, David Luiz e Marcelo; Luiz Gustavo, Paulinho e Oscar (Hernanes); Neymar, Fred (Jô) e Hulk (Lucas)
Técnico: Luiz Felipe Scolari

México: Corona; Flores (Herrera), Moreno, Rodríguez e Salcido; Meier, Torrado (Jimenez), Guardado, Torres e Giovani dos Santos; Hernández
Técnico: José Manuel de la Torre

 

Fonte: 

 

,