Uruguai faz 8 x 0 no Taiti

portalcopa

O Uruguai conseguiu a segunda maior goleada da história da Copa das Confederações ao fazer 8 x 0 sobre o Taiti, neste domingo, na Arena Pernambuco, em Recife (PE). Mas ao final da partida, quem fez a festa foram os taitianos, que se despediram da torcida brasileira sob muitos aplausos.

Apoiados pelas arquibancadas desde o primeiro jogo, os jogadores e a comissão técnica da equipe da Oceania fizeram questão de retribuir o carinho. Com bandeiras brasileiras e uma faixa em que se lia “Obrigado Brasil!”, eles se dirigiram aos torcedores e foram muito festejados pelo público de 22.047 pessoas.

Os uruguaios, por sua vez, festejaram a classificação para as semifinais do torneio. “O importante é vencer. E conseguimos garantir a vaga”, disse o atacante Abel Hernández, que marcou quatro gols e foi eleito pela FIFA o homem do jogo.

O Uruguai agora vai enfrentar o Brasil, na próxima quarta-feira (26.06), às 16h, no Mineirão, em Belo Horizonte. Quem passar fará a final contra o vencedor de Espanha e Itália, que fazem a outra semifinal em Fortaleza, na quinta-feira (27.06).

Primeiro tempo

Para a partida deste domingo, o técnico Eddy Etaeta, do Taiti, optou por mandar a campo um time misto. O Uruguai, por sua vez, entrou com uma equipe reserva. Mesmo assim, o time sul-americano não encontrou dificuldades.

O primeiro gol veio com 1 minuto de bola rolando. Após cobrança de escanteio de Lodeiro, Scotti desviou para trás e Abel Hernández cabeceou para as redes. Foi o gol mais rápido até agora da Copa das Confederações. O segundo gol, no entanto, demorou 21 minutos para sair. O Taiti conseguiu se organizar um pouco em campo e o Uruguai teve dificuldades para criar jogadas. Mas aos 22 minutos, Abel Hernández recebeu lançamento, deu um chapéu no zagueiro e completou para as redes sem deixar a bola cair.

O Uruguai chegou ao terceiro cinco minutos depois. Após cruzamento de Gargano da esquerda, Diego Pérez cabeceou. A bola ainda bateu na trave e voltou para ele, que só completou a gol.

O Taiti só conseguiu ir ao ataque após os 30 minutos de jogo. Em boa chance, a bola sobrou para Varihua após bate-rebate na entrada da área. Mas ele chutou fraco e o goleiro defende com facilidade. Nos lances seguintes, Chong-Hue criou duas boas oportunidades. Na primeira, ele avançou pela esquerda e tocou para Varihua, que chutou para fora. Depois, Chong-Hue chegou a driblar um defensor uruguaio, mas acabou saindo com bola e tudo na hora de concluir.

Os uruguaios ainda tiveram tempo de fazer mais um antes do intervalo. Após boa troca de passes no ataque, Gargano lançou para Abel Hernández, que entrou na área e tocou na saída do goleiro. Foi o terceiro gol dele na partida e o quarto do Uruguai, que vai se classificando em segundo do Grupo B e com isso enfrenta o Brasil na semifinai de quarta-feira (26.06), em Belo Horizonte.

Segundo tempo
Na etapa final do confronto, Vallar derrubou Aguirregaray dentro da área logo aos três minutos. O árbitro marcou pênalti, mas na cobrança, Scotti bateu mal e Meriel defendeu, para delírio da torcida em Recife.

Dois minutos depois, mais comemoração nas arquibancadas: Chong-Hue tentou driblar Scotti, que fez a falta, levou o segundo cartão amarelo e foi expulso, deixando o Uruguai com um jogador a menos. Na cobrança, Varihua mandou na barreira. A superioridade numérica dos taitianos, no entanto, durou pouco. Aos 14, Ludivion derrubou Pérez e também levou o segundo cartão amarelo. Mesmo expulso, ele foi ovacionado pela torcida pernambucana ao deixar o gramado.

O Uruguai ampliou o placar aos 15. Gargano abriu pela esquerda, avançou pela área e bateu para o meio. Lodeiro, meia do Botafogo, apenas desviou para a rede. Cinco minutos depois, Aguirregaray tentou entrar na área pela direita e foi derrubado por Chong-Hue. O árbitro assinalou mais um pênalti para o Uruguai. Dessa vez, Abel Hernández cobrou bem e fez o quarto dele no jogo.

Os uruguaios diminuíram bastante o ritmo e o Taiti não conseguia assustar. Mesmo assim, as redes balançaram mais duas vezes. Aos 36, Suárez, que tinha entrado no lugar de Gastón Ramírez, avançou, driblou Caroine duas vezes e chutou de esquerda para fazer o sétimo do Uruguai. O próprio camisa 9 da equipe celeste fechou o placar. Aos 44, Abel Hernández tocou para Suárez na entrada da área. Ele cortou e chutou cruzado: 8 x 0 Uruguai. O placar só não foi mais elástico que os 10 x 0 da Espanha sobre o próprio Taiti, na segunda rodada do Grupo B da Copa das Confederações.

Uruguai 8 x 0 Taiti

Local: Arena Pernambuco, em São Lourenço da Mata (PE)
Data: 23 de junho de 2013, domingo
Horário: 16 horas (de Brasília)
Árbitro: Pedro Proença (Portugal)
Assistentes: Bertino Miranda e José Trigo (ambos de Portugal)
Cartões amarelos: Gargano (Uruguai); Vallar e Chong-Hue (Taiti)
Cartões vermelhos:Scotti (Uruguai); Ludivion (Taiti)
Gols:  Abel Hernández, a um, 23 e 45, e Diego Pérez, aos 27 minutos do 1º tempo; Lodeiro, aos 15, Abel Hernández (pênalti), aos 22, e Luis Suárez, aos 36 e aos 44 minutos do 2ºtempo

URUGUAI: Martin Silva; Aguirregaray, Coates e Scotti; Eguren, Gargano, Diego Pérez, Lodeiro, Gaston Ramírez (Luis Suárez) e Álvaro Pereira; Abel Hernández
Técnico: Óscar Tabárez

TAITI: Meriel; Simon, Jonathan Tehau, Vallar, Ludivion e Aitamai (Lemaire); Caroine, Hnanyine (Tihoni), Vahirua e Chong-Hue; Lorenzo Tehau (Atani)
Técnico: Eddy Etaeta
Fonte: